Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Governo do Estado abre concurso para selecionar 1.400 professores


O Governo do Estado publicou, na edição do Diário Oficial desta sexta-feira (30), um edital de abertura de concurso público para seleção de 1.400 professores para a rede estadual de ensino. Os salários são de R$ 2.013,39 e também há a formação de cadastro reserva. As inscrições começam no dia 9 de novembro. 




As vagas são para diversas especialidades: Arte (38), Música (89), Biologia (56), Educação Física (56), Filosofia (17), Física (41), Geografia (54), História (53), Espanhol (18), Inglês (37), Português (108), Matemática (72), libras-intérprete (140), libras-professor (60), Química (28), Religião (16), Sociologia (19), além da área de Pedagogia, com 178 vagas para anos iniciais, 146 para educação especial e 174 para suporte pedagógico.   

O concurso será realizado em duas etapas, sendo a primeira a aplicação das provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório, e a 2ª etapa será a avaliação de títulos, de caráter apenas classificatório.   

A inscrição para o concurso custará R$ 65 e ocorrerá entre os dias 9 de novembro e 7 de dezembro, no site da empresa que organizará o certame. As provas ocorrerão no dia 10 de janeiro.      

 

 

Fonte: Tribuna do Norte

Consumo de energia no Brasil tem queda de 3,1% em setembro, diz EPE.



O consumo de energia elétrica no Brasil ficou em 37.701 gigawatts-hora (GWh) em setembro, com queda de 3,1% na comparação com o mesmo mês do ano passado. De acordo com a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), todas as classes de consumo tiveram recuo. A maior redução (6,3%) foi na indústria, que utilizou 14.025 (GWh). Nas residências, houve redução de 1,7%, com o gasto de 10.399 (Gwh), na sétima queda no ano.    
No comércio e nos serviços, o uso da energia atingiu 7.125 (Gwh), com recuo de 0,8%, maior queda desde fevereiro, quando o consumo ficou em 1,2%.
Para a EPE, o agravamento das condições de emprego e renda e o crédito mais restrito, somados ao reajuste elevado das tarifas de energia elétrica, têm contribuído para a redução do consumo de energia tanto nas residências quanto na classe comercial, como se verificou ao longo dos trimestres deste ano. No período de julho a setembro, o consumo de eletricidade registrou queda de 2,7%, se comparado ao igual período de 2014. O consumo ficou em 112.173 (GWh), Segundo a EPE, foi a terceira queda consecutiva.
Nesse período, a indústria teve a maior redução (5,3%). A desaceleração, que tinha sido registrada em trimestres anteriores, permaneceu nas residências, com recuo de 2,7%. Na classe comercial, o recuo foi de 0,1%.  De janeiro a setembro, o setor comercial registra alta de consumo de 1,1%, mas o residencial caiu 0,7% e o industrial, 4,5%.  


Fonte: Agência Brasil (Via Tribuna do Norte)
Após três meses de alta, dólar fecha outubro com queda de 2,6%

Depois de três meses consecutivos de alta, a moeda norte-americana cedeu em outubro e fechou em queda. O dólar comercial encerrou esta sexta-feira (30) vendido a R$ 3,863, com valorização de R$ 0,009 (0,23%). Apesar da alta de hoje, a divisa encerrou outubro com queda de 2,6%. Em 2015, a cotação acumula alta de 45,3%.      
O câmbio enfrentou um dia de oscilações, comum no último dia útil do mês, porque os investidores tentam influenciar a taxa que o Banco Central usa para corrigir a dívida do governo atrelada à moeda norte-americana. Pela manhã, o dólar chegou a subir fortemente. Na máxima do dia, por volta das 10h50, atingiu R$ 3,883. No início da tarde, a cotação recuou, mas fechou próxima da estabilidade.     
Ontem (29), o Banco Central (BC) terminou de rolar (renovar) o lote de contrato de swap cambial que venceria em novembro. Hoje, a autoridade monetária anunciou que, a partir de terça-feira (2), fará o mesmo com os contratos que vencem em dezembro. 
Os swaps cambiais funcionam como operações de venda de dólares no mercado futuro e ajudam a segurar a cotação, porque transferem parte da demanda pela moeda norte-americana do presente para o futuro. Ao fazer a rolagem, o BC não oferta novos contratos, apenas prorroga o prazo dos papéis em circulação.    
A moeda norte-americana caiu pelo segundo dia consecutivo após a reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano), que manteve os juros dos Estados Unidos próximos de zero, no nível mais baixo da história.  
O adiamento do aumento das taxas básicas da maior economia do planeta favorece países como o Brasil, porque desestimulam a fuga de capitais de mercados emergentes, que têm juros mais altos.     


Fonte: Informações da Agência Lusa (Via Tribuna do Norte)

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Governo piora estimativa de retração da economia de 2,4% para 2,8% em 2015.



O governo atualizou sua estimativa para a retração da economia brasileira neste ano. A previsão anterior era de que o país encolhesse 2,4%. Agora, a expectativa é de recuo de 2,8%.
A nova projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano foi divulgada pelos ministérios da Fazenda e do Planejamento no documento "Cenário Fiscal de Outubro de 2015", que detalha a mudança da meta de economia do governo para este ano.
"A grade de parâmetros preparada pela Secretaria de Política Econômica (SPE/MF) em outubro de 2015 projeta redução real do PIB de 2,8% este ano. Esta é a grade de parâmetros adotada pelo governo federal na projeção das suas receitas", afirma o texto divulgado pelo governo.
O governo oficializou, na tarde desta terça-feira (27), que deve fechar o ano com rombo de R$ 51,8 bilhões. A situação pode ser ainda pior se o governo não conseguir arrecadar R$ 11,1 bilhões com o leilão de 29 usinas hidrelétricas programado para o próximo mês. A previsão anteriormente divulgada era de conseguir economizar R$ 5,8 bilhões.

Outras previsões 


O Banco Central estima que a economia brasileira irá encolher 2,7% e que a inflação chegará a 9,5% neste ano, segundo dados do Relatório Trimestral de Inflação, divulgado há pouco mais de um mês.
Analistas do mercado financeiro consultados pelo BC falam em queda de 3,02% do PIB, segundo o último Boletim Focus. 
O Fundo Monetário Internacional (FMI) espera que o Brasil encolha 3% neste ano e 1% no ano que vem. Já a OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) "concorda" com o governo brasileiro: espera queda de 2,8%.


Fonte: UOl (Com agências de notícias)
Desarmamento: texto-base reduz para 21 anos idade mínima para comprar armas.

Comprar armas pode ficar mais fácil no Brasil. Essa é uma das alterações sugeridas no Estatuto do Desarmamento, que estão sendo discutidas em uma comissão da Câmara dos Deputados. O texto-base do deputado Laudivio Carvalho (PMDB-MG), com modificações, foi aprovado nesta terça-feira (27) pela comissão por 19 votos a 8. Um novo encontro para a análise dos destaques (propostas de mudança no texto) está marcado para a próxima terça-feira (3). Caso aprovada, será encaminhada para discussão no plenário da Câmara dos Deputados.
Além de facilitar a compra, o texto reduz a idade mínima para a aquisição de armas de fogo de 25 para 21 anos. Novo debate na comissão está marcado para a próxima terça-feira (3 de novembro), quando serão analisados e eventualmente votados vários destaques.
As mudanças propostas começam pelo nome - Estatuto de Controle de Armas de Fogo - e afetam diretamente os textos dos Projetos de Lei (3722/12 e apensados) e  Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03).
Atualmente, a lei prevê que o interessado em comprar declare a efetiva necessidade da arma, o que permite que a licença venha a ser negada ou recusada pelo órgão expedidor.
O relatório proposto por Carvalho, entre outras mudanças, estende o porte para outras autoridades, como deputados e senadores; e autoriza a posse e o porte de armas de fogo para pessoas que respondam a inquérito policial ou a processo criminal. Também assegura a todos os cidadãos que cumprirem os requisitos mínimos exigidos em lei o direito de possuir e portar armas de fogo para legítima defesa ou proteção do próprio patrimônio. 

Importação


Outra alteração no substitutivo autoriza a importação de armas, partes e munições desde que o produto fabricado no Brasil não atenda às especificações técnicas e de qualidade pretendida pelo órgão adquirente. O texto anterior permitia a compra de armas no exterior mesmo havendo similares fabricados no país.
Atualmente, uma portaria do Ministério da Defesa (620/MD) determina que a importação de armas de fogo e demais produtos controlados podem ser negados, quando existirem similares fabricados por indústria brasileira do setor de defesa.

Escolta parlamentar


Por sugestões de parlamentares, Carvalho ainda modificou o texto para conceder aos policiais legislativos da Câmara e do Senado o direito de portar armas em aviões quando realizam a escolta de parlamentares. Essa situação acontece principalmente quando os congressistas visitam outros Estados em missões oficiais.
Durante os debates, chamou a atenção um discurso do deputado federal João Rodrigues (PSD-SC), que defendia as mudanças no sentido de flexibilização da atual legislação de porte e uso de armas.
O catarinense Rodrigues disse que tinha a "convicção de que o bandido entra na casa de quem está desprevenido, despreparado e desarmado. O bandido não procura a casa de um cidadão que está preparado, armado, seguro para proteger a sua família", declarou o deputado, "sabendo que o cidadão de bem estará armado, alguns bandidos serão eliminados, e é bom que se faça uma limpeza, é bom que se faça uma faxina, porque chega de morrer, chega de eliminar cidadão de bem. Chega de morrer trabalhador." 


Fonte: Uol (Com Agência Câmara)

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Desintegração de planeta perto de estrela morta sugere como será fim da Terra.




A destruição de um sistema solar, captada pela primeira vez pelo telescópio Kepler, da Nasa, pode dar uma resposta para uma questão que muita gente se pergunta: o que vai acontecer com a Terra quando o Sol apagar?
Por ora, não é algo com o qual devamos nos preocupar -- ainda faltam cerca de 5 bilhões de anos.
Mas pesquisadores descobriram os restos de um mundo rochoso em vias de decomposição girando em torno de uma anã branca (o núcleo ardente que permanece de uma estrela quando ela já consumiu todo seu combustível nuclear), que pode fornecer pistas interessantes sobre o possível cenário do "fim do mundo".
A estrela moribunda, do mesmo tipo que nosso Sol e batizada de WD1145+017, fica na constelação de Virgo, a 570 anos-luz da Terra.
Segundo um estudo publicado esta semana pela revista Nature, a diminuição regular da intensidade de seu brilho -- uma queda de 40% que se repete a cada 4,5 horas -- indica que há vários pedaços de rocha de um planeta em decomposição orbitando em espiral a seu redor.
"Isso é algo que nenhum ser humano tinha visto antes", afirmou Andrew Vanderburg, pesquisador do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian e principal autor do estudo.
"Estamos vendo a destruição de um sistema solar."
O planeta em questão, explica o cientista, seria menor que a Terra: teria tamanho semelhante ao de Ceres (o maior objeto do cinturão de asteroides entre Marte e Júpiter), ainda que, no passado, possa ter sido maior.

Um retrato do que virá


As imagens de Kepler, corroboradas por observações e medições de outros telescópios, mostram um total de seis ou mais fragmentos rochosos e poeira.
Isso indica que o planeta está em processo de decomposição, impulsionado pela gravidade da estrela que o atrai em direção a ela.
Os restos estão evaporando, e no processo deixam uma cauda de moléculas -- que explica a presença de poeira -- como se fossem cometas.
Os cientistas acreditam que a morte da estrela possa ter desestabilizado a órbita de um planeta maciço vizinho a ponto de empurrar outros planetas rochosos menores em direção à estrela.
"Acreditamos que descobrimos o processo em seu início", disse Patrick Dufour, físico da Universidade de Montreal, no Canadá, e coautor do estudo.
"Isso é muito raro e muito interessante", acrescentou.

A hora final


Quando chegar a vez no nosso Sol, que ainda vive em plenitude, o mais provável é que este processo se repita.
Assim como o WD1145+017, quando o hidrogênio acabar o Sol começará a queimar elementos mais pesados como hélio, carbono e oxigênio, e se expandirá de forma massiva até se desfazer de suas camadas externas e se tornar uma anã branca de tamanho semelhante ao núcleo de nosso planeta.
Ao fazer isso, consumirá provavelmente a Terra, Vênus e Mercúrio. E, na eventual hipótese de a Terra sobreviver a esta convulsão, ela acabará destruída em pedaços à medida que a gravidade da anã branca a atrair em direção a ela.
"Podemos estar vendo como nosso próprio sistema solar vai se desintegrar no futuro", explica Vanderburg.
Por sorte, ainda faltam bilhões de anos para isso.

 

 

Fonte: Uol


Sessão temática do Senado debaterá o Simples Nacional.

O Plenário do Senado realiza na próxima terça-feira (27), às 11h, uma sessão temática de debates sobre o Simples Nacional, o regime de arrecadação, cobrança e fiscalização tributária para microempresas e empresas de pequeno porte. A iniciativa tem o objetivo de melhorar o ambiente de negócios no Brasil.
Além dos senadores, participarão da sessão Guilherme Afif Domingos ex-secretário da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República; Bruno Quick, gerente de políticas públicas do Sebrae; Carlos Bittencourt, diretor do Departamento da Micro, Pequena e Média Indústria da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); e os deputados federais Jorginho Mello (PR-SC) e João Arruda (PMDB-PR).
O Simples Nacional conta com a participação de todos os entes federados (União, estados, Distrito Federal e municípios). É administrado por um comitê gestor composto por oito integrantes: quatro da Secretaria da Receita Federal do Brasil, dois dos estados e do Distrito Federal e dois dos municípios.


Fonte: Agência Senado

Está chegando a hora das provas. Candidatos devem se concentrar e evitar esquecimentos.


As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) serão realizadas no próximo fim de semana, dias 24 e 25, e é importante que os participantes se preparem para não esquecer nada e fazer uma boa prova.
O primeiro passo é acessar o cartão de inscrição do Enem, que está disponível na página do exame. Para maior segurança, é bom que o participante imprima o cartão de confirmação – nele estarão os dados do local onde fará a prova, as informações sobre a opção de língua estrangeira e, se for o caso, indicará a solicitação do atendimento especializado ou específico e, ainda, a solicitação de certificação do ensino médio.
Outro ponto importante de atenção é o horário das provas. Os portões vão ser abertos ao meio-dia e fechados às 13 horas, sempre pelo horário de Brasília, tanto no sábado quanto no domingo. É importante que o candidato confira o fuso horário do seu local de prova e se lembre do horário de verão. Quem chegar depois do horário não poderá acessar os locais de prova.
Para fazer a prova é obrigatória a apresentação de documento de identificação original com foto, como a carteira de identidade, de motorista, de trabalho ou o passaporte, por exemplo. Não serão aceitos documentos ilegíveis, danificados, ou ainda, cópias de documentos válidos, mesmo que autenticadas. Caso os documentos do participante tenham sido perdidos, furtados ou extraviados, ele pode apresentar boletim de ocorrência expedido por órgão policial há 90 dias, no máximo, do primeiro dia de aplicação do Exame.
Outro item importante que não pode ser esquecido é a caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Isso porque se você usar uma caneta de outra cor no cartão-resposta o leitor ótico poderá não reconhecer a marcação, quando for feita a correção da prova.
Dentro dos locais de aplicação é proibido realizar qualquer tipo de consulta ou comunicação com outros participantes. Não é permitido portar lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borrachas, livros, manuais, impressos, anotações e quaisquer dispositivos eletrônicos, como máquinas calculadoras, agendas eletrônicas ou similares, telefones celulares, relógios, alarmes de qualquer espécie ou qualquer transmissor.
O participante também não poderá usar óculos escuros e artigos de chapelaria, como bonés ou chapéus. Também é proibido o porte de armas de qualquer espécie, ainda que detenha autorização para o respectivo porte.
Provas — Os participantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. No sábado, 24 de outubro, serão realizadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.
Considerado, sempre, o horário oficial de Brasília, a aplicação das provas começará às 13h30. Os candidatos terão acesso aos locais de prova a partir das 12h. Os portões serão fechados às 13h, em todas as unidades da Federação. Assim, quem mora em Manaus, por exemplo, terá de chegar ao local de prova até as 11h locais; em Rio Branco, até as 10h.
Acesso — O Enem é um mecanismo de democratização do acesso às políticas públicas de educação. Com a nota obtida no Enem, o estudante pode tentar uma vaga na educação superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que permite a estudantes brasileiros de baixa renda obter bolsas de estudos integrais e parciais (50% da mensalidade) em instituições particulares de educação superior. O resultado também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem também obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.
Se restar alguma dúvida, contate a Central de Atendimento pelo telefone 0800-616161, das 8h às 20h. Ou acesse a página do exame na internet.

 

 

Fonte: Portal do MEC

Concurso de receitas receberá inscrições até 2 de novembro.


Merendeiros e merendeiras de todo o país têm até 2 de novembro para fazer a inscrição no concurso Melhores Receitas da Alimentação Escolar. O prazo, que expiraria no dia 25 próximo, foi prorrogado para permitir que mais pratos regionais sejam adicionados ao cardápio, que já conta com dezenas de iguarias servidas diariamente nas escolas de todo o Brasil.
Até agora, São Paulo, Minas Gerais e Paraná são as unidades da Federação com mais receitas cadastradas. Todos os 26 estados e o Distrito Federal estarão representados no concurso.
Com a iniciativa, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) busca valorizar o papel dos profissionais da merenda, além de promover a formação de hábitos alimentares saudáveis, tanto no ambiente escolar quanto fora dele. Também é uma forma de comemorar os 60 anos da alimentação escolar no Brasil.
O Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) é considerado referência internacional para países interessados em criar ou aprimorar políticas na área. Atualmente, mais de 42 milhões de estudantes brasileiros são beneficiados pelo programa.
Para participar do concurso, a merendeira ou o merendeiro deve inscrever a receita na página eletrônica do concurso (http://pddeinterativo.mec.gov.br/receitaspnae) e mobilizar a escola na qual trabalha para desenvolver pelo menos uma atividade de educação alimentar e nutricional que tenha a ver com a preparação inscrita. A escolha ocorrerá em quatro etapas, nas quais serão selecionadas as receitas mais elaboradas e saborosas de cada região. Os cinco vencedores da etapa nacional ganharão uma viagem internacional e um prêmio de R$ 5 mil.
Os profissionais que já fizeram a inscrição devem observar os novos prazos, conforme a tabela. Além das inscrições, foram prorrogadas as datas das etapas estaduais e regionais, bem como as fases de divulgação dos resultados.



Fonte: Portal do MEC

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Cortar Bolsa Família é 'atentar contra 50 milhões de brasileiros', diz Dilma.


A presidente Dilma Rousseff utilizou sua conta no microblog Twitter, na noite desta quarta-feira (21), para criticar a possibilidade de o relator do projeto do Orçamento 2016, deputado Ricardo Barros (PP-PR), propor o corte de R$ 10 bilhões do Bolsa Família no próximo ano. Para Dilma, cortar recursos do programa é "atentar contra 50 milhões de brasileiros".
Principal bandeira dos governos do PT, o programa prevê repasses mensais de recursos para famílias de baixa renda. Nesta terça (20), com a alegação de equilibrar a peça orçamentária para o ano que vem, Ricardo Barros afirmou que vai propor o corte R$ 10 bilhões dos R$ 28,8 bilhões previstos para o Bolsa Família em 2016.

"O Bolsa Família completou ontem 12 anos. Isso significa q o Brasil tem a 1ª geração de crianças q não passaram fome e q estão na escola. É o maior programa de inclusão social do mundo. Destinado aos + vulneráveis, ele mantém 36 milhões de pessoas fora da extrema pobreza", disse Dilma no Twitter.

"O Bolsa Família é prioridade máxima para o meu governo, como foi para o do ex-presidente Lula. [...] Cortar o Bolsa Família significa atentar contra 50 milhões de brasileiros q hoje têm uma vida melhor por causa do programa. Não podemos permitir q/ isso aconteça. Estou certa q/ o bom senso prevalecerá na destinação de recursos ao programa", complementou a presidente.

A proposta de Barros de cortar recursos para o Bolsa Família já havia sido alvo de críticas dos líderes do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT-MS), e na Câmara, José Guimarães (PT-CE) nesta terça.
O deputado José Guimarães criticou a proposta e defendeu a necessidade da transferência de renda como inclusão social.

"O Bolsa Família nem é esmola, nem é coisa para sustentar gente que não quer trabalhar, é um programa estruturante, que estrutura a economia local. (...) É um programa de inclusão social", disse. "O governo não discutiu isso ainda, mas sou contrário [ao corte]", acrescentou.

O senador Delcídio do Amaral disse que o programa é “absolutamente prioritário para o governo” e que não vê sentido na proposta do relator. “Cortar R$ 10 bilhões num programa que é, acima de tudo, cidadão, não vejo sentido nenhum nisso. Acho que o governo tem se colocado de uma maneira muito clara com relação à preservação desses investimentos”, afirmou.

Orçamento 2016  

O projeto orçamentário para o próximo ano entregue ao Congresso tem estimativa de déficit (gastos maiores que receitas) de R$ 30,5 bilhões, o que representa 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.
Foi a primeira vez na história que o governo federal entregou a proposta de orçamento com previsão de déficit. O documento traz ainda a previsão de crescimento econômico de 0,2% e de inflação de 5,4% no ano que vem. O governo propõe elevar o salário mínimo para R$ 865,50 em 2016. Hoje, o valor é de R$ 788.
Desde que recebeu a proposta orçamentária do governo, o relator Ricardo Barros tem afirmado que a equipe econômica poderia ter cortado mais despesas e equilibrado o Orçamento, se tivesse incluído programas sociais no ajuste fiscal. Para ele, o governo não cortou mais por “questões ideológicas”.



Fonte: G1

A CETAN (Comissão Esportiva Tangaraense), realizará mais um evento de futsal na categoria máster (a partir de 35 anos) a nível regional no município tangaraense.
O gesto nobre do desportista Ailton Webher em promover o Torneio Solidário, será para reverter toda a arrecadação com as inscrições do evento para a realização do exame da garotinha Ádylla Melissa que apresenta um quadro de atrofia cerebelar e a família está necessitando do valor financeiro na casa dos 16.000,00 (dezesseis mil reais) que é o valor do exame a ser realizado.
Amigos e familiares tem se somado a causa e já foram promovidos feijoada, rifa e nos próximos dias será anunciado a realização de um bingo solidário com várias pessoas da comunidade estando contribuindo com a doação dos prêmios para o festival e claro que a CETAN também comprou a causa e convida a todos para participar do torneio e marcar um golaço de solidariedade no próximo dia 1º de novembro.
A competição será realizada na cidade de Tangará,RN no próximo dia 1º de novembro, sendo utilizado o ginásio poliesportivo César Barbosa de Lima na saída para Sítio Novo com início previsto para as 8:00hs, sendo livre a participação de atletas e equipes de outros municípios com idade mínima de 35 anos completos ou a completar no ano de 2015.
As inscrições começaram dia (15) e segue até o dia 27 de outubro, sendo que cada equipe pode inscrever um número mínimo de 5 e máximo de 10 atletas com a taxa de inscrição sendo individual por atleta participante no valor de R$ 10,00/pessoa. A premiação será em troféus e medalhas... Venha e participe!

Informações e inscrições:

Ailton Webher 9.9978-9943
Nildo Ângelo: 9.9920-8602

Apoio: Neto Lanches, JR Motos, Itev e Blog SEI Tangará.


Fonte: Blog Sei Tangará

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Abertura de portões terá quatro horários diferentes nas regiões.


Com o início do horário de verão neste domingo, 18, e também devido aos diferentes fusos horários existentes no Brasil, é importante que os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 saibam com clareza quais serão os horários de abertura dos portões e de início das provas nos estados onde participarão do exame. A aplicação acontece no próximo fim de semana, nos dias 24, sábado, e 25, domingo, de outubro, em todo o país, seguindo o horário oficial de Brasília.
O edital do exame prevê que, segundo o horário oficial de Brasília, os portões permanecerão abertos das 12h às 13h e o início das provas acontecerá às 13h30. “A atenção às diferenças de horários em um país de dimensões continentais evita correria de última hora e contribui para a segurança e tranquilidade na aplicação das provas. É importante estar atento e saber a correspondência do horário local com o oficial de Brasília”, afirma o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Chico Soares.
Verão – Como o Distrito Federal é uma das unidades da Federação que adotaram este ano o horário de verão, os prazos determinados pelo edital valem, além de Brasília, para todos os outros estados que também o utilizam. São eles: Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.
Entre os estados que não adotaram o horário de verão, a abertura dos portões será das 11h às 12h (horário local), com o início das provas às 12h30: Amapá, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.
Outros – Nos estados do Amazonas, Rondônia e Roraima, onde o fuso horário local, após o início do horário de verão, permanece com duas horas a menos que Brasília, a abertura dos portões nos locais de aplicação do Enem acontecerá às 10h e o fechamento às 11h, com o início das provas às 11h30. Já no Acre, único estado brasileiro cujo fuso horário está com três horas a menos, os portões ficarão abertos das 9h às 10h e o início das provas ocorrerá às 10h30.
Sabatistas – No Acre, Amazonas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima e Rondônia, os participantes que se inscreveram no Enem como sabatistas (guardam o sábado por motivos religiosos) devem ficar atentos a mais uma exceção importante prevista no edital do exame. Eles deverão entrar nos locais de prova nos mesmos prazos que os outros participantes de seus respectivos estados, porém, o início das provas acontecerá às 19h do horário local.
Provas – Os participantes farão quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha e uma prova de redação. No sábado, 24 de outubro, serão realizadas as provas de ciências humanas e suas tecnologias e de ciências da natureza e suas tecnologias, com duração de 4 horas e 30 minutos, contadas a partir da autorização do aplicador. No domingo, 25, será a vez de linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e matemática e suas tecnologias, com duração de 5 horas e 30 minutos.




Fonte: Portal MEC

Redes sociais para estudar e aprender

Plataformas disponíveis na internet pode facilitar a vida de alunos e professores.

Tem cara de Facebook, tem botão “curtir”, tem amigos. Mas não é Facebook. Plataformas gratuitas na internet integram estudantes e professores que têm como objetivo o estudo. A reportagem listou algumas destas redes sociais educacionais. E tem para todos os gostos. O ambiente virtual pode integrar uma turma presencial, servir como biblioteca acadêmica ou até como rede para encontrar desconhecidos que estudam o mesmo tema.Criada em 2012, a rede Passei Direto é um exemplo. Com base nas informações sobre cursos e universidades, o site sugere amigos por ordem de proximidade. Primeiro aparece quem estuda na mesma instituição de ensino. Depois, alunos de outras instituições, mas com interesses parecidos. A página principal é a “linha do tempo”, onde é possível ler os comentários e as perguntas feitas pelos colegas, bem como conferir arquivos e vídeos sugeridos. Um sistema de “hashtags” ajuda a encontrar mais informações sobre o mesmo assunto.
Além de fazer amigos, é possível integrar disciplinas on-line. Elas não precisam estar vinculadas a nenhuma instituição. É possível entrar na turma “Cálculo um”, por exemplo, com alunos de turmas de Cálculo de todo o país. Um dos fundadores da plataforma, o engenheiro de computação André Simões defende que o diferencial é não haver “distrações”. A ideia é segmentar. “Tem a rede social, que é o Facebook, a rede corporativa, que é o LinkedIN, e nós queremos ser vistos como a rede acadêmica”. Hoje o principal público da rede são estudantes de Direito e da área de Exatas.
Com formato similar – de amigos e linha do tempo -- o Academia.edu se especializou em compilar artigos acadêmicos. O professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Adriano Codato utiliza o site para publicar seus trabalhos, na área de Ciências Sociais. Ele especula que talvez este seja “o futuro dos periódicos científicos”, a autopublicação. Principalmente porque as “gigantes” do mercado editorial científico cobram assinaturas altíssimas, em que um único artigo pode custar US$ 45. Por outro lado, há uma grande desvantagem: “os periódicos não serem mais arbitrados por outros especialistas antes da publicação, mas depois”.
A vantagem da rede é ter um público mais homogêneo. Após publicar um artigo, o pesquisador pode abrir uma sessão de discussão sobre o seu texto, por 20 dias. Outros pesquisadores podem aderir, para ler ou comentar o debate. A desvantagem é ter um número relativamente reduzido de usuários. Por isso Codato acredita que diferentes redes podem dialogar entre si. Menos propício a debates acadêmicos, o Facebook pode ser uma ótima ferramenta de divulgação, justamente por conter um número maior de usuários.
Ferramenta permite debate com alunos
Há 15 anos na área de Educação à Distância (EaD), Maysa de Oliveira Brum Bueno presta consultoria na área de educação e tecnologia. Ela encontrou no Edmodo uma ferramenta ideal para criar um ambiente virtual de debate com seus alunos de graduação e em seus cursos de formação continuada.
A “cara de rede social” do site aproxima os alunos, que são ariscos às plataformas “via de mão única”, em que só os professores publicam conteúdo. Os grupos são fechados, só quem tem o código de entrada pode acessá-los. O que traz algumas vantagens, como a presença de alunos menores de 13 anos, que não podem criar perfis em outras redes sociais. No Edmodo é possível criar um perfil parental, em que pais e mães podem acompanhar o rendimento do aluno.

“A tendência hoje não é o ensino presencial nem a distância, é o híbrido”, que vê na rede social uma forma de complementar o que é trabalhado em sala de aula, sem uma coisa substituir a outra. O segredo, diz ela, é que não há um sistema perfeito. As redes sociais são uma opção, mas se a turma prefere grupo de email ou WhatsApp não tem problema.
O importante é usar a tecnologia para facilitar a vida. O que não significa que não dá trabalho. Montar um cronograma de postagens, revisão on-line, quizz sobre o conteúdo trabalhado em sala, tudo isso leva tempo. Da mesma forma que preparar uma aula de qualidade dá trabalho. O ambiente é virtual, mas o trabalho é real. (N.P)



Fonte: Gazeta do Povo (PR)

sábado, 17 de outubro de 2015

Mesmo sem adesão, Horário de Verão altera serviços no RN; veja mudanças




Apesar de não aderir ao Horário de Verão, a população do Rio Grande do Norte deve ficar atenta às mudanças de horário de serviços que seguem o horário de Brasília. O horário de verão no Brasil, que começa neste domingo (18), vai até o dia 21 de fevereiro de 2016. Horários de voos, funcionamento de bancos e concursos públicos federais serão alterados.
A programação da Inter TV Cabugi e da Inter TV Costa Branca também sofre alterações.
Pela legislação, o horário de verão irá vigorar nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, além do Distrito Federal.
De acordo com a Empresa de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), nos estados onde não há adesão ao horário de verão, os passageiros devem prestar atenção nos horários locais registrados na passagem. A empresa lembra ainda que, se houver alguma mudança, a companhia aérea deve informar possíveis alterações no horário de embarque ou de chegada.
Nas agências dos correios do Rio Grande do Norte, não haverá mudança no horário de funcionamento, mas quem deseja enviar um Sedex ou serviços por meio aéreo e queira que a correspondência seja enviada no mesmo dia, deverá fazer o envio até as 15h. Segundo os Correios, o horário pode variar entre as agências.
Já os bancos terão horário alterado. As agências do Rio Grande do Norte passam a funcionar das 9h às 15h durante todo o horário de verão. As transações bancárias eletrônicas também são encerradas uma hora mais cedo.
Candidatos inscritos em concursos públicos federais também devem ficar atentos e seguir o horário brasileiro de verão. Os inscritos no Enem no Rio Grande do Norte devem lembrar que o exame começa uma hora mais cedo, em relação ao horário que aparece no cartão.
Esta será a 40ª edição do horário de verão no país. A primeira vez ocorreu no verão de 1931/1932. O objetivo é estimular o uso racional e adequado da energia elétrica.





Fonte: G1 RN

RN tem dois pontos impróprios para banho, diz boletim de balneabilidade



A foz do rio Pirangi, em Nísia Floresta, e o rio Pium, em Parnamirim estão impróprios para banho. É o que indica o boletim de balneabidade do programa Água Azul divulgado nesta sexta-feira (16). Ao todo, são analisados 33 pontos em todo o estado.
O programa Água Azul é realizado pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), em parceria com Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema).
A análise é válida por sete dias e é classificada com base na quantidade de coliformes fecais encontrados na água das praias monitoradas e de acordo com o estabelecido em uma resolução do Conama.




Fonte: G1 RN
Campanha petista será investigada pela Polícia Federal

Brasília (AE) - Quase quatro meses após o ministro Gilmar Mendes, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinar abertura de inquérito para investigar suposta prática de atos ilícitos na campanha que reelegeu a presidente Dilma Rousseff em 2014, a Polícia Federal instaurou a investigação. A primeira determinação do ministro é de junho; a segunda é de agosto.   
Gilmar utiliza informações reveladas pelas investigações da Operação Lava Jato para dizer que a campanha foi supostamente financiada com recursos da Petrobras. Por ser uma empresa de capital misto (recursos públicos e privados) a petroleira é vedada de financiar campanhas eleitorais. "As doações contabilizadas parecem formar um ciclo que retirava os recursos da estatal, abastecia contas do partido, mesmo fora do período eleitoral, e circulava para as campanhas eleitorais", escreveu o ministro.   
O ministro também citou delação premiada do lobista Milton Pascowitch, que afirmou a investigadores que parte dos recursos de propina teria sido repassada a pedido do então tesoureiro do PT João Vaccari Neto, hoje preso na Lava Jato, ao site Brasil 247, "simulando contrato de prestação de serviços".      
 "O objetivo seria financiar a propaganda disfarçada do Partido dos Trabalhadores e seus candidatos, além de denegrir a imagem dos partidos e candidatos concorrentes", concluiu o ministro. "Em suma, há indicativos de que o partido recebeu auxílio por meio de sociedade de economia mista e publicidade", resume.
As contas de campanha da presidente Dilma e do PT foram aprovadas com ressalvas pelo TSE em dezembro de 2014. A aprovação se deu na Corte por unanimidade após os ministros acompanharem o voto do relator, que foi o próprio Gilmar. No despacho ele justificou seu voto pela aprovação alegando que "apenas no ano de 2015, com o aprofundamento das investigações no suposto esquema de corrupção ocorrido na Petrobrás, vieram a público os relatos de utilização de doação de campanha como subterfúgio para pagamento de propina".    
Logo após o despacho do ministro, a Secretaria de Comunicação Social do Palácio do Planalto emitiu nota afirmando que: "Todas as contribuições e despesas da campanha de 2014 foram apresentadas ao TSE, que após rigorosa sindicância, aprovou as contas por unanimidade", diz a nota assinada pelo ministro da Comunicação Social, Edinho Silva, que foi o tesoureiro da campanha de Dilma no ano passado.



Via Tribuna do Norte