Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

No RN, 15 cidades estão em colapso de abastecimento de água, diz Caern.

O Rio Grande do Norte conta com 15 municípios em colapso de abastecimento de água. Desta vez, a cidade que entrou na lista foi Serrinha dos Pintos, na região Oeste do estado. As informações são da Caern (Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte).
De acordo com Esmeraldo Alves do Nascimento, gerente regional da Caern, o açude Poção, responsável por abastecer o município, está operando com volume de água em nível baixo e pode secar em pouco tempo.    
As demais cidades que estão em colapso são: Acari, Antônio Martins, Carnaúba dos Dantas; Currais Novos, João Dias, Luiz Gomes, Paraná, Pilões, Rafael Fernandes, São Miguel, Tenente Ananias, Frutuoso Gomes, Timbaúba dos Batistas e Jardim de Piranhas.     
Ainda segundo a Caern, 76 cidades estão abastecidas através de rodízio, neste que já é o quarto ano consecutivo de seca no estado. Somente na região do Alto Oeste são 25 municípios em racionamento, além de mais 11 na região Agreste, 12 na Central, 13 no Oeste e 16 no Seridó. O colapso atingiu 10 cidades do Alto Oeste e 05 no Seridó.
Enquanto permanecer o colapso, a Caern manterá o faturamento suspenso e o abastecimento passa à responsabilidade das respectivas prefeituras junto a Defesa Civil do Estado e Exército que atendem a população, em caráter emergencial, por meio de carros-pipa.   
Segundo a Caern, uma das alternativas para amenizar a crise hídrica na região foi a perfuração de poços, contudo, alguns apresentaram água salobra, como aconteceu em Pau dos Ferros.      
As 76 cidades do Estado abastecidas em sistema de rodízio, recebem água em períodos ou dias alternados para aumentar o tempo de permanência do produto nos mananciais. Dessas 76 cidades, 25 estão na região Alto Oeste, 11 na região Agreste, 12 na região central, 13 no Oeste e 15 no Seridó. A Caern continua preocupada com a falta d’água nos reservatórios e vem desenvolvendo ações de parceria junto aos diversos órgãos que trabalham no combate aos efeitos da seca.



Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário