Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

Jorginho Bezerra é entrevistado pelo blog e fala das adesões politicas ao bloco da oposição em Tangará.



Jorginho, nos últimos meses você conseguiu diversas adesões para o seu bloco político para a disputa a prefeitura de tangará nas próximas eleições, a que você atribui essas adesões ao bloco da oposição em tangará?


Eu atribuo essas adesões a falta de capacidade administrativa que o prefeito está tendo em gerir os recursos do nosso município, a falta de atenção com a educação, a falta de atenção com a saúde, a questão da segurança que é um problema sério no nosso município e as pessoas também estão comparando a nossa administração, os oito anos da nossa administração, com essa administração atual, então as pessoas então fazendo a comparação e estão começando a julgar o que eu fiz e o que o prefeito atual está fazendo e estão começando a tomar as suas decisões políticas, e essas decisões políticas tem sido favoráveis ao nosso lado, ao lado que faz oposição a essa administração que não cuida do povo, que não tem carinho para com o povo e as pessoas estão começando a ver que o problema é muito sério na nossa querida cidade de tangará.


A atual administração trabalhou os primeiros três anos do seu mandato de forma tranquila, podemos dizer que a oposição só assistiu, mesmo assim não conseguiu fazer uma boa administração. Você já foi prefeito conhece as dificuldades de um gestor, o que faltou nessa administração para as coisas darem certo?


Eu diria que faltou a atual administração ter determinado o que que ia fazer pelo povo de tangará, a atual administração não teve a preocupação em traçar as metas para uma administração, não teve planejamento, não soube cuidar das pessoas, não soube fazer obras, não soube captar recursos para trazer obras para o nosso município, e isso é muito sério porque parou aquela obra administrativa que eu tinha feito durante os oito anos, então agora essas pessoas estão reclamando justamente porque faltou um planejamento, faltou um rumo para que as coisas pudessem tomar na nossa cidade e isso faz com que aqueles oito anos de desenvolvimento que nós tivemos na nossa administração, cuidado com as pessoas, o carinho com as pessoas, eu digo muito que nós tratamos das pessoas com carinho, nós fazíamos uma administração voltada para as obras e nós tínhamos o cuidado de fazer a assistência social, que a assistência social no nosso município também está parada, não têm condições do município continuar do jeito que está.


Jorginho no seu ponto de vista onde a atual administração mais pecou?



A administração pecou em não conversar com as pessoas, falta diálogo constante com os professores, falta diálogo com as pessoas que trabalham na saúde, falta diálogo com os vereadores, com as lideranças dos assentamentos, com as lideranças comunitárias, então essa é uma administração que ficou totalmente retraída, no que diz respeito as conversas políticas que são importantíssimas em uma administração para que você possa ter as condições de apoio, para que você possa aprovar matérias que são reivindicadas pela população, então você precisa escutar a população como eu escutava, como eu ia para os bairros, como eu ia para as comunidades rurais e ouvia as reclamações que as pessoas tinham e ai você fazia essas obras , você fazia aquilo que a população estava necessitando e estava clamando, então isso facilita muito uma administração. E essa administração peca completamente também nesse quesito em não se abrir para o diálogo, esse é um defeito muito sério de qualquer administração.


Jorginho obrigado pela entrevista, deixo o espaço para as suas considerações finais.


Nós ficamos tristes em ter uma administração que não se preocupa com  a população, uma administração que não atende as necessidades básicas de uma população, tangará hoje tem uma população em torno de dezesseis mil habitantes é uma população grande, uma cidade importante que precisa que a gente tenha cuidado ao gerir os recursos para que esses recursos que chegam ao nosso município possam ser direcionados de forma correta, então eu fico aqui preocupado no momento de hoje com os destinos da nossa cidade que tem um gestor que não se preocupa em aprender porque a gente muitas vezes não sabe de tudo, mas, a gente tem que se preocupar em aprender e nós temos em tangará uma pessoa que não se preocupa em aprender como gerir os recursos entrega tudo para outras pessoas que não foram eleitas para fazer isso, isso é preocupante, preocupante também é ter o município que recebe alguns recursos, e esses recursos são utilizados para fazer política em outro município, então isso é muito sério, isso é preocupante todos nós sabemos que os recursos de tangará estão sendo usados para fazer política em outro município e fica aqui a nossa preocupação para que a gente possa ter a responsabilidade de fazer com que tangará cada vez mais possa voltar a ter os seus destinos traçados por alguém que possa realmente fazer com que a cidade se desenvolva. Eu aproveito aqui o seu blog amigo para desejar um feliz ano novo para todos os cidadãos e cidadãs de Tangará para que a gente possa ter um ano abençoado por deus com chuvas no nosso município, que nós estamos passando por uma seca muito grande e que a gente possa entender que o ano de 2016 seja um ano bem melhor para o tangaraense do que foi 2015, 2015 foi um desastre administrativo e o prefeito tem que fazer com que as coisas voltem a caminhar no nosso município. Um grande abraço a todos e até a próxima oportunidade.

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Ministério da Saúde trata como 'suspeito' caso de febre amarela no RN.


O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (29) que classifica o caso da morte de uma auxiliar de enfermagem de Natal por febre amarela urbana como “suspeito” até a conclusão das investigações. Por meio de nota, a pasta comunicou que, nos últimos seis meses, não houve ocorrência de novos registros da doença na capital do Rio Grande do Norte.

A Secretaria Municipal de Saúde de Natal confirmou nesta terça-feira a morte, em julho, de uma auxiliar de enfermagem, de 53 anos, por febre amarela urbana. Os exames que comprovaram a morte por febre amarela foram realizados pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará, e confirmados pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.
A febre amarela urbana é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti e, de acordo com o Ministério da Saúde, está erradicada desde 1942 no país.
O Ministério da Saúde informou, no fim da tarde desta terça, que foi notificado pela Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Norte sobre o caso. A pasta disse que foi informada sobre os resultados dos exames no dia 22 de dezembro. Contudo, de acordo com a nota, "ainda é necessário complementar a investigação".
As secretarias estadual e municipal informaram que vão iniciar uma investigação conjunta sobre a situação. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal, o caso, que ainda está sendo tratado como uma suspeita, necessita de uma investigação mais aprofundada afim de explicar como a paciente entrou em contato com a doença.
O irmão da enfermeira Rita de Cassia da Silva Santos relatou que a família desconfiou que ela tivesse dengue ou um caso de chikungunya. A infecção pelo vírus chikungunya provoca sintomas parecidos com os da dengue, porém mais dolorosos.
De acordo com o Ministério da Saúde, existem dois ciclos de transmissão do vírus da febre amarela: urbano e silvestre. No primeiro tipo de ciclo, o homem é o principal hospedeiro do vírus, sendo o principal vetor o mosquito Aedes aegypti. Os últimos casos de transmissão urbana aconteceram em 1942, no Acre.
No ciclo de transmissão silvestre, o macaco é o principal hospedeiro do vírus e os transmissores são espécies silvestres de mosquitos, principalmente dos gêneros Haemagogus e Sabethes. Os casos silvestres são mais comuns que os urbanos.

 

 

 

Fonte: G1


Chevrolet Onix deve fechar 2015 como o carro mais vendido do Brasil.



O Chevrolet Onix deve fechar o ano como o carro mais vendido do Brasil em 2015, superando o Fiat Palio, líder de 2014.

De acordo com os números parciais divulgados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), computados até esta terça-feira (29), o Onix soma 122.953 unidades emplacadas no ano, contra 120.058 unidades do Palio.
O balanço final de mais vendidos será divulgado no próximo dia 6 de janeiro.
Desde novembro, o Onix já havia ultrapassado o Palio no acumulado do ano. Se o modelo da Chevrolet realmente completar o ano como o mais vendido, irá desbancar o líder Palio apenas 1 ano depois deste ter assumida a ponta do ranking. Em 2014, o Palio quebrou o reinado de 27 anos de carro mais vendido do Volkswagen Gol.



VEJA NÚMEROS PARCIAIS DE EMPLACAMENTOS DA FENABRAVE: (ANO 2015 em unidades)

1º Chevrolet Onix - 122.953
2º Fiat Palio - 120.058
3º Hyundai HB20 - 107.940
4º Fiat Strada - 97.510
5º Ford Ka - 89.013
6º Volkswagen 
Gol - 81.739
7º Fiat Uno - 78.091
8º Renault Sandero - 75.019
 
Volkswagen Fox - 70.295
10º Chevrolet Prisma - 69.122



Fonte: G1

Casos suspeitos de microcefalia chegam a 2.975, diz Saúde.



O Ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (29) que foram registrados em todo o país 2.975 casos suspeitos de microcefalia em recém-nascidos. Além disso, 40 mortes suspeitas de microcefalia relacionada ao zika vírus são investigadas. Os dados foram compilados até o dia 26 de dezembro em 656 municípios de 20 unidades da federação.        O número de casos suspeitos subiu desde o último boletim divulgado pelo Ministério na semana passada, com o registro de 2.782 casos suspeitos.       
A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. A malformação é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm – o esperado é que bebês nascidos após nove meses de gestação tenham pelo menos 34 cm.
A principal hipótese discutida para o aumento de casos de microcefalia está relacionada a infecções por zika vírus, que foi identificado pela primeira vez no país em abril deste ano. O vírus é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, assim como a dengue e o chikungunya. 
Dos 20 estados com casos suspeitos, três apresentaram diminuição de casos – TO, MG e MT – nove permaneceram com números iguais, e oito apresentaram aumento de casos. A nota divulgada pelo Ministério não especifica quais estados tiveram números iguais e quais tiveram aumento.       
O estado com maior número de casos suspeitos registrados é Pernambuco, com 1.153, o primeiro local a identificar aumento drástico da anomalia. Em seguida, estão os estados da Paraíba (476), Bahia (271), Rio Grande do Norte (154), Sergipe (146), Ceará (134), Alagoas (129), Maranhão (94) e Piauí (51). 
Em novembro, o Ministério da Saúde declarou emergência em saúde pública para dar agilidade às investigações, que são realizadas de forma integrada com as secretarias estaduais e municipais de saúde.

 

 

 

Fonte: G1

Com novo salário mínimo, governo gastará R$ 30 bilhões a mais em 2016.

O reajuste no salário mínimo para R$ 880 a partir de janeiro do próximo ano, com pagamento em fevereiro, vai gerar uma despesa alta ao governo em um momento em que tenta reajustar as contas públicas - que registrarão em 2015 o maior rombo da história. 
De acordo com dados da proposta de orçamento federal do próprio governo, enviada pelo Executivo ao Congresso Nacional no fim de agosto deste ano pelo Ministério do Planejamento, a cada R$ 1 de aumento no salário mínimo, há o impacto líquido de R$ 328 milhões nas contas públicas.
Isso porque o salário mínimo corrige os benefícios previdenciários. Pela lei, os aposentados não podem receber menos do que um salário mínimo. Além disso, também há efeito no pagamento de sentenças judiciais, da Lei Orgânica de Assistência Social (Loas) e do programa de Renda Mensal Vitalícia (RMV), do seguro-desemprego e abono salarial.
Atualmente o salário mínimo está em R$ 788. Com a confirmação de que ele avançará para R$ 880 no próximo ano, o aumento será de R$ 92. Com isso, o impacto total do reajuste, para as contas do governo federal, será de R$ 30,2 bilhões no ano que vem. O valor foi confirmado pelo Ministério do Planejamento nesta terça-feira (29).
Em relação ao valor enviado em agosto, na proposta de orçamento, de R$ 865,5, o impacto de um reajuste de R$ 14,5 a mais será R$ 4,77 bilhões maior, segundo os números oficiais do governo.
"É importante esclarecer que, dos R$ 4,77 bilhões de impacto, R$ 1,87 bilhão já foi incorporado ao orçamento. Isso aconteceu pois, durante a tramitação da LOA no Congresso Nacional (...) Os outros 2,9 bilhões de impacto para absorção do novo valor do salário mínimo não foram previstos na LOA", informou o Planejamento.
Além disso, o reajuste também terá impacto nas contas dos municípios. De acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), a medida causa impacto de R$ 2,6 bilhões às prefeituras.


Fonte: G1

domingo, 27 de dezembro de 2015

Preço médio da gasolina sobe de R$ 3,70 para R$ 3,76 a partir de 1º de janeiro.

A partir do dia 1º de janeiro, o preço médio do litro da gasolina fica R$ 0,06 mais caro. O Confaz (Conselho Nacional de Política Fazendária) atualizou a tabela de preços dos combustíveis que serve de base para a cobrança do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nas refinarias.
A gasolina vai passar de R$ 3,70 para R$ 3,764. O litro do etanol (álcool combustível) passa de R$ 2,794 para R$ 2,951. O GNV (Gás Natural Veicular) teve queda de preço. Era R$ 2,353 e passou para R$ 2,331 na nova tabela de preço médio ponderado ao consumidor final do Confaz, órgão ligado ao Ministério da Fazenda.
O Confaz é formado por técnicos do governo e representantes das secretárias estaduais de Fazenda, o valor determinado leva em conta as características de produção e custo de transporte de cada Estado. Neste valor médio, não é considerada a margem de lucro dos donos dos postos de combustíveis. 

Fonte: R7
Presidente do TJ defende que o estado venda Caern e ativos para repor o fundo previdenciário.


O Presideente do TJ concedeu uma excelente entrevista aos jornalistas Aldemar Freire e Vicente Neto da Tribuna do Norte, nela o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Santos, apresenta uma sugestão para o governador Robinson Faria repor os recursos que foram sacados da Previdência Estadual: a venda de ativos do Estado, entre o quais empresas públicas — como a Caern (Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte) —, terrenos ou outros órgãos que poderiam ser privatizados.
O fundamental, destaca o desembargador, é fazer essa reposição dos valores retirados, porque o governo do Estado, após os sucessivos saques, não pode deixar a Previdência sem os recursos. Cláudio Santos lembra que a preocupação com o assunto não é de hoje. Ainda no governo Rosalba Ciarlini ele tomou uma decisão judicial que impedia o saque antecipado para cobrir gastos com folha de pagamento dos servidores ativos ou aposentados.   O dinheiro teria que ficar, como previsto originalmente, para pagamento de aposentadorias e pensões futuras. “A se permitir que os gestores do Estado usem esse valor financeiro (…) estar-se-ia compactuando com verdadeira malversação de recursos”, disse, na ocasião. Uma lei estadual, logo depois, aprovada na Assembleia, autorizou os saques para complementar o pagamento da folha de aposentados.
Nesta entrevista, o desembargador avalia como positivo o ano no Tribunal, um período de corte em gratificações e enfrentamento com sindicalistas. Ele considera que houve um arrefecimento do ambiente e conta com uma retomada do diálogo com o Sindicato. Mas continua enfático ao afirmar que é preciso mudanças na estrutura do Estado. Refere-se à necessidade de dificultar o acesso à Justiça para demandas que considera irrelevantes e poderiam ser resolvidas por policiais e órgãos como o Procon. E reconhece que é preciso mudar também a “cultura interna”




Fonte: Via Blog do BG
Luz deve subir, em média, 15% no ano que vem.

As tarifas de energia elétrica em todo o país devem subir, em média, 15% no próximo ano, segundo projeções da Thymos Energia, consultoria especializada no setor.
A alta é um reflexo da combinação de vários aspectos, como o repasse de custos da crise setorial dos últimos anos, encargos e valorização cambial.
Até 2019, o aumento deverá se manter em ritmo superior à inflação esperada.
Consultor da FGV Energia, Paulo César Cunha, lembra que, com a falta de chuvas neste ano, “os empréstimos feitos para a compra de energia mais cara de usinas térmicas também devem pressionar as tarifas em 2016”.
A expectativa de uma conta mais pesada para o consumidor preocupa especialistas, apesar de a alta prevista ser inferior à registrada neste ano -quando houve uma elevação média de 50%.

“Caso esse aumento se materialize, a pequena e média indústrias devem migrar para o mercado livre, que ficará mais atraente para comprar energia”, diz João Carlos Mello, presidente da Thymos.

Os preços nessa modalidade de contratação, avalia Mello, tendem a ficar mais vantajosos, sobretudo com a entrada em operação de novas usinas de energia.

“Este novo ano promete ter aumentos menos expressivos que os de 2015”, avalia Alexei Vivan, diretor-presidente da ABCE (Associação Brasileira das Companhias de Energia Elétrica).

“Além da provável maior oferta, é preciso considerar a menor demanda, com a redução do consumo da indústria em razão do desaquecimento da economia”.



Fonte: Mercado Aberto / Folha
Mega-Sena, concurso 1.774: ninguém acerta e prêmio acumula em R$ 280 mi.

A Caixa sorteou neste sábado (26) o concurso 1.774 da Mega Sena. As dezenas sorteadas foram: 01-12-20-30-52-60. O sorteio aconteceu na cidade de Santa Fé do Sul (SP). Não houve acertadores.
A Quina teve 37 ganhadores. Cada um leva R$ 35.035,75. Já a Quadra teve 2.707 acertadores, que ganharam R$ 684,11, cada.
O prêmio estimado era de R$ 6 milhões. O próximo sorteio da Mega-Sena será no dia 31, na Mega da Virada. 

Mega da Virada   

A partir deste domingo (27), todas as apostas para a Mega-Sena concorrerão ao super prêmio da modalidade, inclusive as feitas em volantes regulares. Em 2015, o concurso especial da Mega-Sena promete pagar mais de R$ 280 milhões.
O prêmio não acumula. Se não houver ganhadores na faixa principal (acertando as seis dezenas), o prêmio será dividido entre os que acertarem 5 números e assim por diante. As apostas na Mega da Virada têm o mesmo custo que a aposta regular e poderão ser realizadas até as 14h de 31 de dezembro, dia do sorteio. O sorteio do concurso especial será realizado a partir das 20h (horário de Brasília) com transmissão ao vivo pelas TVs abertas.


Probabilidades     

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.



Fonte: G1

sábado, 26 de dezembro de 2015

Sem prometer resultados, diretor da McLaren diz que pior já passou e que carro de 2016 vai ser mais competitivo.



Diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier está convencido de que o pior já passou neste início de reedição da parceria entre a equipe inglesa e a Honda. De acordo com o francês, os dados iniciais sugerem que o carro de 2016 terá um desempenho conjunto bastante superior ao de seu antecessor.A fabricante japonesa também trabalha intensamente para sanar os principais pontos fracos de sua unidade de energia e pretende dar um passo significativo à frente para a próxima temporada.

Éric Boullier é o diretor de corridas da McLaren na F1 (Foto: McLaren)

"Se você quiser bater a Mercedes, então precisa estar melhor que eles", disse o dirigente em entrevista ao site norte-americano 'Motorsport.com'. "Eles têm engenheiros brilhantes, mecânica de ponta, um grande carro, um motor incrível e dois ótimos pilotos. É difícil de vencê-los", reconheceu.

"Mas acho que temos o mesmo: temos os melhores mecânicos, engenheiros e pilotos, mas ainda não temos o melhor carro e nem o melhor motor. E sei que precisamos trabalhar com afinco nestes dois últimos itens", completou.

"Tivemos de mudar a nossa filosofia de trabalho para nos recolocar o nosso desempenho de volta aos trilhos. Mas também tivemos de mudar o nosso fornecedor de motor, porque você não pode bater o campeão do mundo sendo uma equipe cliente, é impossível. Então, era preciso encontrar um parceiro forte. E a Honda mostrou todo o seu compromisso com o esporte. Não se pode ignorar todas as instalações que eles possuem no Japão. E era exatamente isso que procurávamos."

"É verdade que a parceria veio um pouco mais cedo que o ideal, mas nós tivemos de arriscar. E, sim, foi doloroso, mas acredito que, a partir do próximo ano, já estaremos mais competitivos", acrescentou o diretor da McLaren.

Boullier também afirmou que um dos pontos chave para todo o otimismo da esquadra de Woking está no fato de que a Honda entendeu o que fez de errado e aceitou promover mudanças em seu projeto. Questionado em seguida se acredita na continuidade da parceria, o gaulês disse: "Eu acho que, devido à maturidade do relacionamento que temos agora com a Honda e à compreensão dos erros, creio que sim. Além disso, sabemos o que eles estão fazendo”.

"Nós também riscamos o conceito do carro do ano passado, e começamos agora tudo do zero. Eu sei que o carro de 2016 será bem melhor que o atual e que estamos no caminho certo. Tudo será melhor", garantiu Boullier, mas não tirou os pés do chão ao fazer projeções para a próxima temporada.

"Não estou falando em pódios ou resultados específicos. Só estou dizendo que seremos competitivos", encerrou.

 

 

Fonte: Uol



Por que Corinthians, Palmeiras e SP são tão distintos no mercado da bola.

O trio de ferro vai junto à Copa Libertadores 2016, mas aborda o mercado de transferências mais frio dos últimos anos de maneira muito diferente. Um já trouxe muita gente, outro contratou pouco e há um que ainda não anunciou ninguém.
Esse comportamento tem relação direta com os momentos particulares de Corinthians, Palmeiras e São Paulo. Os dois primeiros terminaram o ano com títulos nacionais, mas impressões diferentes sobre seus elencos. Já os são-paulinos trocaram de treinador, perderam jogadores importantes e agora correm contra o tempo. Até agora, o Palmeiras já contratou sete jogadores, cinco a mais do que o Corinthians. O São Paulo ainda não contratou ninguém.
CORINTHIANS TENTA DESTRAVAR NEGOCIAÇÕES

O que ainda precisa: um zagueiro (reserva), um meia (titular) e um atacante (titular ou reserva)


Quem já contratou: Marlone (meia) e Alan Mineiro (meia)

Campeão brasileiro com sobras, o Corinthians vive o assédio sobre vários de seus jogadores e já perdeu Jadson. Mas, publicamente, adota um discurso firme de que tentará manter o elenco de 2015 ao máximo. É justamente por confiar nisso que tem movimentação cautelosa na busca por reforços. 
Dois nomes foram confirmados. Mas, para as posições em aberto, aposta em negociações mais difíceis, que inevitavelmente demandam tempo: um substituto para Jadson e um centroavante com característica de jogar fixo na área e capaz de rivalizar com Vagner Love. 
Para essas posições, o meia Marquinhos Gabriel e o centroavante André são vistos como os nomes ideais. Jogadores pelos quais a direção corintiana já admitiu interesse de forma pública. No caso do primeiro, o Corinthians espera pela provável desistência do Santos e já tem em mente o que precisa para conseguir a contratação. Já em relação ao segundo, aguarda por uma resolução do Atlético-MG, com quem André ainda tem seis meses de contrato. A hipótese de esperá-lo para o segundo semestre, inclusive, não é descartada. 
PALMEIRAS

O que ainda precisa: volante (titular)

Quem já contratou: Vagner (goleiro), Edu Dracena (zagueiro), Roger Carvalho (zagueiro), Rodrigo (volante), Régis (meia), Moisés (meia) e Erik (atacante). 

O volante Jean, do Fluminense, deve ser confirmado até a próxima semana como oitavo reforço do Palmeiras. De todos, Edu Dracena e ele são vistos como aqueles com mais potencial para brigar imediatamente pela posição de titular. Quase todos os outros chegam para repor saídas de quem não era visto como de nível para a primeira equipe: Aranha, Jackson, Victor Ramos, Andrei Girotto e Kelvin.

Fonte: Uol Esporte
Alistamento militar começa em janeiro e poderá ser feito pela internet em nove estados.

O prazo para alistamento militar obrigatório de jovens do sexo masculino que completam 18 anos em 2016 começa no dia 2 de janeiro e vai até o dia 30 de junho. Para fazer o alistamento, os jovens devem se apresentar às Juntas de Serviço Militar (JSM) de suas cidades, munidos de certidão de nascimento ou documento equivalente, como carteiras de identidade, de motorista, e uma foto 3x4 recente. O serviço também estará disponível pela internet em nove estados. Neste caso, o prazo de inscrição começa no dia 1º de janeiro.

Após a inscrição, o jovem será informado sobre a data de comparecimento à instalação da força militar escolhida (Exército, Marinha ou Aeronáutica) para participar da seleção geral ou ser dispensado. Quem não fizer o alistamento, deverá pagar multa, de acordo com a quantidade de dias que deixou de comparecer, e ficará impedido de tirar passaporte, tomar posse em cargo público e fazer matrícula em universidades públicas.

Internet

Jovens de oito estados poderão, a partir de 1º de janeiro, fazer o alistamento pela internet. O serviço estará disponível no Amapá, na Bahia, no Maranhão, em Mato Grosso, em Mato Grosso do Sul, no Pará, no Paraná, em Santa Catarina e em Sergipe. Neste caso, o prazo para a inscrição também termina no dia 30 de junho. 

Quem mora no exterior deverá procurar os consulados ou embaixadas do Brasil para se alistar. Neste caso, o alistamento pela internet vale somente para jovens que residem em cidades atendidas pelos consulados de Hartford (Estados Unidos), Munique (Alemanha), Hamamatsu (Japão) e Porto (Portugal).

De acordo com o Ministério da Defesa, cerca de 2 milhões de jovens se alistam todos os anos, sendo que 600 deles participam da seleção geral e 200 são incorporados às Forças Armadas.


Fonte: Agência Brasil

sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Preço da conta de luz deve cair em 2016, diz Braga.


O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, acredita que a conta de luz vai ficar mais barata para o consumidor final, ao longo de 2016. Segundo ele, as medidas do chamado "realismo tarifário", que incluíram a criação de programas como as bandeiras tarifárias, que repassam o custo da energia para a conta do consumidor, conforme aumenta o acionamento das térmicas não devem pesar tanto no bolso do consumidor como se viu em 2015.

 

"A pressão do realismo tarifário passou. Agora teremos um passo a passo seguro, de certo modo conservador, mas com viés de baixa", disse Braga, em entrevista ao 'Estado'.

"Teremos declínio tanto no custo de geração de energia quanto na tarifa de energia elétrica. Não será uma redução abrupta, mas sim planejada e constante", comentou.

 

 

Fonte: Estadão Conteúdo


Notas do Enem serão divulgadas no dia 8 de janeiro, informa MEC.

Diante de centenas de apelos de estudantes feitos pelas redes sociais, o Ministério da Educação (MEC) comunicou que as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) vão sair no dia 8 de janeiro."Nós entendemos a ansiedade de vocês e não poderíamos passar o Natal sem divulgar a data do resultado do #‎Enem2015 !", diz um "post presente" do MEC publicado nas páginas do ministério no Facebook e no Twitter. "Aproveitem as festas, dia 8 de janeiro está logo ali".


Além da seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com a nota do Enem, o estudante de baixa renda pode tentar uma vaga na educação superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas de estudos em instituições particulares de educação superior.
O resultado do exame também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado ainda como certificação do ensino médio.


Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Prefeituras do RN farão pagamento dos salários de dezembro no dia 10 de janeiro.


Os servidores das prefeituras potiguares só receberão os salários de dezembro no dia 10 de janeiro. É o que garante a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn). De acordo com a entidade, as cidades, principalmente das regiões do Alto Oeste e Seridó, concordaram em realizar o pagamento desta forma. O motivo é a queda na arrecadação do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).    
De acordo com nota encaminhada pela Femurn, as Prefeituras encerram o ano com "extremas dificuldades nas finanças públicas", que cresceram com a não complementação dos repasses do Fundeb e pela redução de 31% no FPM de dezembro em relação ao mesmo período do ano anterior.  
Segundo a Femurn, o pagamento dos salários no dia 10 de janeiro foi apoiada por toda a diretoria e associados da federação e acordada com a Federação dos Trabalhadores em Administração Pública Municipal (Fetam), que levou em consideração o pagamento do 13º salário dos servidores, realizados em dezembro.

Natal

A Prefeitura do Natal já havia dito que a partir de janeiro, os vencimentos dos servidores seriam depositados no 5º dia útil de cada mês. Através da assessoria de comunicação, a capital confirmou que os salários de dezembros serão pagos ainda neste mês, mas que janeiro só será pago no 5º dia útil de fevereiro.


Fonte: Tribuna do Norte
Cunha e líderes discutem impeachment nesta terça com presidente do STF.

O presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva - Paulinho da Força (SP), informou nesta segunda-feira (21), que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), convidou todos os líderes partidários a participar de uma reunião com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. O encontro, marcado para esta terça-feira (22), terá como objetivo esclarecer dúvidas dos parlamentares sobre a decisão da corte na última semana sobre o rito do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Segundo Paulinho da Força, ficaram dúvidas sobre como será formada a comissão especial que avaliará o processo de impeachment na Câmara, como se dará a eleição de presidente e relator no colegiado e como ficará, a partir de agora, a formação das comissões permanentes na Casa. "Tem uma série de dúvidas que precisamos esclarecer", disse o deputado.       
Ainda de acordo com o líder, caso essas dúvidas não sejam esclarecidas, o presidente da Câmara pretende entrar com embargo de declaração assim que for publicado o acórdão do julgamento.  
Paulinho também afirmou que a oposição apoiará a proposição do DEM para alterar o regimento interno permitindo a inclusão de candidaturas avulsas na eleição para a formação de comissões. Segundo o deputado, o grupo já tem 140 das 257 assinaturas necessárias para aprovar a urgência de apreciação do projeto.     
Ele disse não temer a reação do governo, contrário à proposta do DEM. "O governo tem muito pouco voto aqui", alfinetou.


Fonte: AE