Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

quinta-feira, 17 de março de 2016

Portuários iniciam paralisação de advertência no RN.


Os funcionários da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) decidiram fazer uma parada de advertência de três dias, que começa a valer nesta quinta-feira (17) no Porto de Natal e no terminal salineiro de Areia Branca. Os serviços essenciais serão mantidos para o cumprimento da lei de greve.
A parada de advertência é em virtude da demora na aprovação do novo Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) em tramitação há anos. O piso salarial da categoria é de R$ 480 (mais complemento). A categoria também reivindica melhores condições de trabalho no Terminal Salineiro de Areia Branca, além de melhor transporte para o porto-ilha.
Os funcionários, por meio do Sindicato dos Trabalhadores nos Serviços Portuários do RN (Sinporn), reclamam das condições das embarcações terceirizadas que fazem a troca de turno. Banheiros quebrados, forte cheiro de óleo diesel dentro e precária estrutura sem conforto, são algumas das reclamações. No Terminal Salineiro, apontam que as câmaras de refrigeração dos alimentos estão com vazamentos de salmoura das carnes, além de problemas com equipamentos.

Nota da Codern

A Diretoria da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern) disse, em nota, que entende que a reivindicação relativa ao Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS) dos servidores, é justa e afirma que a luta pela sua aprovação no Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST) tem sido uma constante da diretoria, que se coloca à disposição dos funcionários para a continuidade do diálogo.
Todos os pleitos feitos pelo sindicato e alegado para a paralisação, são de conhecimento dos diretores e já vinham em discussão entre as partes. O que ainda não pôde ser atendido foi em virtude da crise financeira que atinge os órgãos vinculados ao Governo Federal.



Fonte: G1 RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário