Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

terça-feira, 7 de junho de 2016

Após aprovar nova meta, governo autoriza R$ 38,5 bilhões em gastos.

 

 

 

O ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, declarou nesta terça-feira (7) que suas contas indicam um resultado negativo de R$ 113,9 bilhões para as contas públicas neste ano, e acrescentou que o governo autorizou, por meio da reprogramação orçamentária e financeira, mais R$ 38,5 bilhões em gastos em 2016.
Dentro desse valor de R$ 38,5 bilhões liberados, estão a reversão do último bloqueio no orçamento, de R$ 21,2 bilhões, além de mais R$ 3 bilhões para a Saúde, de R$ 2,5 bilhões para o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e de R$ 1,5 bilhão para outras programações, além de R$ 1,5 bilhão para outros poderes e emendas impositivas.
Essa autorização também engloba créditos adicionais de R$ 8,8 bilhões, que ainda dependem de aprovação pelo Legislativo - dos quais R$ 3 bilhões para organismos internacionais, R$ 2,3 bilhões para o pagamento de tarifas bancárias, R$ 2,5 bilhões em obras em andamento no PAC e R$ 580 milhões para custeio do Ministério de Relações Exteriores.
Segundo o ministro do Planejamento, a liberação de gastos no orçamento considera uma capitalização adicional de R$ 5 bilhões para a Eletrobras neste ano.
Considerando que já foi pago R$ 1 bilhão em abril, foi reestabelecida a programação inicial, que constava no orçamento aprovado pelo Congresso Nacional, de uma capitalização de R$ 6 bilhões para a Eletrobras em 2016.

 




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário