Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

terça-feira, 29 de novembro de 2016

Senado aprova em primeiro turno texto-base da PEC do teto de gastos.




O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (29), em primeiro turno, por 61 votos a 14, o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, que estabelece um limite para os gastos públicos pelos próximos 20 anos.
Para concluir a votação, os senadores ainda precisam analisar três destaques (sugestões de alteração ao texto).
Por se tratar de uma proposta de mudança na Constituição, a proposta precisava ser aprovada por pelo menos três quintos dos parlamentares (49 dos 81). Concluída a análise em primeiro turno, a PEC deverá ser analisada em segundo turno – previsto para 13 de dezembro – no qual também precisará do apoio de, ao menos, 49 senadores.
Enviada pelo governo ao Congresso Nacional no primeiro semestre deste ano, a proposta é considerada pela equipe econômica do presidente Michel Temer como principal mecanismo para o reequilíbrio das contas públicas.
Durante a sessão desta terça, a medida foi criticada por senadores que fazem oposição ao Palácio do Planalto. Os oposicionistas chamaram o texto de "PEC da maldade" porque, na visão deles, a proposta vai "congelar" os investimentos em saúde e educação.
Inicialmente, somente os líderes partidários encaminhariam os votos, mas o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), deixou que todos os senadores inscritos pudessem discursar na fase de encaminhamento.
Embora tenha sido aprovada por 61 votos a 14, a PEC recebeu menos votos que o previsto pelo líder do governo no Congresso, Romero Jucá (PMDB-RR), que previa até 65 votos favoráveis à proposta.



Regras


A proposta estabelece que, nas próximas duas décadas, as despesas da União (Executivo, Legislativo e Judiciário e seus órgãos) só poderão crescer conforme a inflação do ano anterior.
Já para o ano de 2017, o texto institui que o teto de gastos corresponderá à despesa primária – que não leva em consideração os juros da dívida pública –, corrigida em 7,2%.
Nos demais anos de vigência da medida, o teto corresponderá ao limite do ano anterior corrigido pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).
Pelo texto da PEC, se um poder ou órgão desrespeitar o limite de gastos sofrerá, no ano seguinte, algumas sanções, como ficar proibido de fazer concursos ou conceder reajustes.
O texto permite, por exemplo, que um poder extrapole o teto. No entanto, nessa hipótese, será necessária a compensação do gasto excedente por outro poder.
Inicialmente, os investimentos em saúde e em educação entrariam no teto já em 2017, mas, diante da repercussão negativa da medida e da pressão de parlamentares da base, o governo concordou que essas duas áreas só se enquadrarão nas regras a partir de 2018.
Ficam de fora do alcance da proposta as transferências constitucionais a estados e municípios, além do Distrito Federal, os créditos extraordinários, as complementações do Fundeb, gastos da Justiça Eleitoral com eleições, e as despesas de capitalização de estatais não dependentes.
A PEC permite que, a partir do décimo ano de vigência do teto, o presidente da República poderá enviar um projeto de lei para mudar a forma de correção do limite.



Tentativas de mudanças


Contrários ao texto, senadores da oposição apresentaram emendas (sugestões de alteração) à proposta para que a população seja consultada para a PEC passar a valer. Eles também querem que o pagamento dos juros da dívida pública também sejam incluídos no teto.
No entanto, em menor número, a oposição deve ter dificuldades para promover mudanças na proposta.
A oposição também quer retirar do limite os investimentos em saúde e em educação.
Governistas pretendem derrubar quaisquer tentativas de alterações ao texto, pois eventuais modificações fariam a PEC ser reexaminada pela Câmara. O Planalto quer o texto promulgado pelo Congresso ainda neste ano.








Fonte: G1
Vasco anuncia retorno de Cristóvão Borges para comandar time em 2017.




Apesar do momento de luto no futebol brasileiro e mundial, o Vasco, sob ordem do presidente, Eurico Miranda, optou por anunciar a contratação do técnico Cristóvão Borges nesta terça (29) para "evitar especulações", segundo palavras de pessoas da diretoria.
Eurico ainda alegou ter pressa para resolver o planejamento do time para 2017. O acordo foi selado após encontro no final desta tarde.
Cristóvão trabalhou no Vasco entre 2011 e 2012. No início, como auxiliar de Ricardo Gomes. Após o AVC do treinador, assumiu o comando da equipe, foi vice-campeão brasileiro de 2011 e chegou às semifinais da Sul-Americana e às quartas de final da Libertadores de 2012. 
O treinador deixou São Januário na sequência e passou por Bahia, Fluminense, Flamengo, Atlético-PR e Corinthians, onde substituiu Tite.
Mesmo após quatro anos, o técnico sempre continuou sendo muito querido pelos funcionários do Cruzmaltino.


Solidariedade às vítimas da tragédia


Mais cedo, Cristóvão Borges se manifestou através de sua assessoria de imprensa lamentando a tragédia que vitimou dezenas de integrantes da Chapecoense, além de jornalistas e tripulantes:


"Foi com muito pesar que todos recebemos as tristes notícias dessa última madrugada.
Fica aqui meu desejo de conforto e força às famílias e amigos das vítimas desse terrível acidente.
E que a Associação Chapecoense de Futebol possa se reerguer dessa tragédia o mais rápido possível.
Cristóvão Borges"






Fonte: Uol

Michel Teló posta música em homenagem a tragédia Chapecoense

Teló divulga canção inédita e homenageia vítimas de acidente da Chapecoense.





Michel Teló divulgou nesta terça-feira (29) em sua página oficial do Facebook uma música em homenagem às vítimas do acidente com o avião da Chapecoense.

O sertanejo contou que a composição surgiu dias atrás no jardim da casa dele em parceria com o irmão Teófilo. "Hoje de manhã com esse acidente tão triste resolvi compartilhar esta canção com vocês", explicou Teló no vídeo.



                  



Vestido com uma camiseta preta e tocando violão, o cantor canta sobre sonhos e planos. Michel Teló não divulgou o nome da música. Veja um trecho da letra:


"Sonhos
Planos
O que seremos
Se viveremos
O tempo que vem depois
Caminhos
Desejos
Estradas
Conquistas
O tempo que vem depois
Sonhos
Planos
Vida, vivida
Como uma nuvem que passa no céu
E quando viu já se foi
Olhares, amores, abraços e flores,
E quando viu já se foi
Vida..."


Antes de divulgar a música, Teló já havia publicado uma mensagem de pesar. "Todo meu pensamento hoje está direcionado para Chapecó. Que Deus possa confortar os corações de quem está sofrendo com a perda de um ente querido. Fiquem fortes", escreveu o cantor paranaense.





Fonte: Uol




Assembleia do RN discute plano de redimensionamento da educação.


Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (Foto: ALRN/Divulgação)


O Plano de Redimensionamento da Rede de Educação Pública do Rio Grande do Norte é tema de uma audiência pública que será realizada a partir das 15h desta quarta-feira (30) na Assembleia Legislativa. A Assembleia fica na praça 7 de Setembro, no bairro de Cidade Alta, Zona Leste de Natal.
Para o deputado Fernando Mineiro (PT), propositor da audiência, o tema tem gerado ansiedade e resistência por parte de algumas escolas e precisa de uma discussão ampla. "O Plano está em fase de implantação pela Secretaria Estadual da Educação e da Cultura (SEEC) e esse processo de reorganização da rede estadual precisa ser debatido com as comunidades escolares envolvidas. Vai ser uma oportunidade de conhecer o plano e debater suas implicações”, justificou.
Foram convidados pra o encontro representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do RN (Sinte-RN), União Brasileira dos Estudantes Secundaristas do RN (Ubes-RN), Centro de Educação da UFRN e Fórum Estadual de Educação do RN, além da secretária estadual de Educação, Cláudia Santa Rosa.




Fonte: G1 RN

Renan Calheiros diz que o Senado votará lei do abuso de autoridade e fim da reeleição.


Foto: Jane de Araújo/Agência Senado



Até o recesso parlamentar, o Senado terá que enfrentar temas polêmicos, sem acordo entre lideranças partidárias, mas que precisam ser votados, disse nesta terça-feira (29) o presidente do Senado, Renan Calheiros. Entre eles, afirmou, estão a segunda etapa da reforma política, que estabelece o fim da reeleição e o projeto de lei (PLS 280/2016), de sua autoria, que modifica a Lei de Abuso de Autoridade.


— Não é contra ninguém, é a favor do Brasil, é contra a carteirada, contra todos os Poderes que abusam da autoridade — afirmou Renan Calheiros.


Ele respondeu à presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmem Lúcia, que, durante encontro com o presidente da República, Michel Temer, criticou a proposta.


— Os juízes, mais do que nunca, precisam ser autônomos, mas eles não podem ficar infensos à responsabilidade. É preciso ter uma Lei de Abuso de Autoridade para igualmente punir a todos. Punir através de quem? Através do próprio Judiciário. Mas o juiz que exorbitar, que cometer abuso, ele tem que ser punido. Por quem? Pelo Judiciário — declarou.


O presidente do Senado reforçou que na próxima quinta-feira (1º) o Senado fará uma sessão temática para discutir o tema. No debate estarão presentes o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e o juiz federal Sérgio Moro, que conduz a operação Lava Jato.






Fonte: Agência Senado
Número de famílias endividadas volta a ter ligeira queda neste mês.




O percentual de famílias endividadas no Brasil chegou a 57,3% em novembro deste ano. Segundo a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic) da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), houve uma redução do número de endividados em relação a outubro deste ano (57,7%) e a novembro do ano passado (61%).
Do total de endividados, 14,1% disseram estar muito endividados neste mês, índice superior aos 13,4% de novembro do ano passado.
O percentual de inadimplentes, ou seja, de pessoas que estão com dívidas ou contas em atraso, chegou a 23,4% em novembro deste ano, taxa inferior aos 23,8% do mês anterior, mas superior aos 22,7% de novembro do ano passado.
Entre as famílias brasileiras, 9,1% acham que não conseguirão pagar suas dívidas nos próximos meses. Em outubro deste ano, o percentual era de 9,4%, enquanto em novembro do ano passado, a proporção chegava a 8,5%. O tempo médio de atraso nas contas ficou em 63,3 dias.




Fonte: Agência Brasil
Taxa de desemprego fica em 11,8% em outubro com 12 milhões de desocupados.

Taxa de desemprego atingiu 11,8% com 12 milhões de pessoas desocupadas no Brasil, diz pesquisa do IBGE Marcelo Camargo/Agência Brasil.



A taxa de desemprego, medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ficou em 11,8% no trimestre encerrado em outubro deste ano. A taxa é superior aos 11,6% do trimestre que terminou em julho deste ano e aos 8,9% do trimestre fechado em outubro de 2015.
A população desocupada ficou em 12 milhões de pessoas no trimestre encerrado em outubro deste ano, praticamente o mesmo número do trimestre que acabou em julho de 2016. O contingente de desocupados é, no entanto, 32,7% maior do que em outubro do ano passado, o que significa que há mais 3 milhões de pessoas procurando emprego sem sucesso.
O contingente de pessoas ocupadas chegou a 89,9 milhões de brasileiros, 0,7% a menos (604 mil pessoas) do que em julho de 2016 e 2,6% a menos (1,3 milhão de pessoas) do que em outubro do ano passado.
O número de empregados com carteira assinada no setor privado, estimado em 34 milhões de pessoas, apresentou quedas de 0,9% em relação a julho deste ano (menos 303 mil pessoas) e de 3,7% (menos 1,3 milhão de pessoas).




Fonte: Agência Brasil
Clubes de futebol e jogadores manifestam solidariedade à Chapecoense.




Diversos clubes de futebol e jogadores se manifestaram hoje (29) em solidariedade à Chapecoense, após o acidente aéreo que deixou 76 mortos em viagem que levava o time catarinense para a disputa da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional, da Colômbia.
O Atlético Nacional de Medellín, que enfrentaria o clube catarinense amanhã (30), se solidarizou com os brasileiros durante a madrugada, "à espera de mais informações", e colocou uma imagem de luto em seu perfil. 
Dos times cariocas, Flamengo, Fluminense e Vasco, lamentaram o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense. Grêmio e Atlético Mineiro, que jogariam amanhã a partida adiada da final da Copa do Brasil, também manifestaram seu apoio ao clube catarinense.
De São Paulo, o Corinthians, o São Paulo, o Santos, o Palmeiras e a Ponte Preta também se manifestaram no Twitter em solidariedade ao clube e aos familiares e amigos das vítimas. Clubes da região Sul do Brasil, como o Juventude, o Figueirense, o Londrina, o Atlético Paranaense e o Internacional de Porto Alegre, também se manifestaram. Os mineiros Atlético e Cruzeiro e o pernambucano Náutico Capibaribe também prestaram solidariedade às vítimas. 
Diversos times colocaram como foto de perfil a logomarca da Chapecoense em preto, manifestando luto junto com o clube. 


Acidentes semelhantes


O clube inglês de futebol Manchester United divulgou em suas redes sociais  comunicado dizendo que “os pensamentos de todos do Manchester United estão com o time de futebol da Chapecoense e com todos aqueles que foram afetados pela tragédia na Colômbia. Força Chapecoense”. O clube da cidade de Manchester passou por situação semelhante em 6 de fevereiro de 1958, em acidente aéreo que matou oito atletas do clube inglês e outras 15 pessoas. A aeronave foi abatida por uma intensa tempestade de neve enquanto tentava decolar do aeroporto de Munique, na Alemanha.
O clube italiano de futebol Torino também declarou no  Twitter que seus integrantes estão “comovidos pela tragédia com a Chapecoense. É um destino que nos une intimamente. Força Chapecoense. Vocês têm amigos fraternais”. A equipe italiana de Turim foi abatida por um desastre semelhante em 4 de maio de 1949. O avião retornava de Portugal após partida contra o Benfica e sofreu um forte nevoeiro, chocando-se contra a Basílica de Superga, na Itália, matando todos os 42 tripulantes na mesma hora. Grande parte dos jogadores faziam parte da seleção italiana que viria a disputar a Copa do Mundo de 1950, no Brasil.
Entre os clubes estrangeiros, o Sporting, o Benfica, o Club Junior, o Universitário, o Los Milionários, o Barcelona, o Atlético de Madri, o Villareal, o Málaga, o Bayer Leverkusen, o Liverpool, o Chelsea, o Milan, o Arsenal , o NewCastle, o Sporting Cristal e o Independiente Valle manifestaram apoio.


Jogadores


Jogadores de futebol também estão usando as redes sociais para registrar seu apoio. O brasileiro Neymar Júnior disse que é "impossível acreditar nessa tragédia". "Hoje o mundo chora, mas o céu se alegra em receber Campeões", afirmou em sua conta no Instagram.


argentino Lionel Messi definiu o acidente como "desolador".







Fonte: Agência Brasil

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Black Friday tem crescimento de 11% nas vendas, indica Serasa.


Movimento no comércio da rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros, durante a Black FridayRovena Rosa/Agência Brasil


As vendas do varejo no último fim de semana (25 a 27), quando ocorreram as promoções da Black Friday no Brasil, cresceram 11% em comparação com a mesma data de 2015. O resultado superou os 9% de aumento nas vendas no ano passado em comparação com 2014 registrado pela Serasa Experian.
O levantamento é feito com base no nível de consultas ao banco de dados da consultoria. Foram comparados o número de acessos às informações oferecidas pela Serasa Experian realizadas no período de 25 a 27 de novembro de 2016 em relação às do período de 27 a 29 de novembro de 2015 e de 28 a 30 de 2014.
O desempenho do comércio, incluídos shoppings centers e lojas de rua, indica, na avaliação da consultoria, que a Black Friday está ganhando importância como data para o varejo nacional. Porém, a Serasa avalia que a alta no fim de semana de ofertas provavelmente significa uma antecipação das compras de Natal, o que pode resultar em um impacto negativo nas vendas natalinas.



Fonte: Agência Brasil

Ministro da Educação diz que Fies será reformulado e terá mais vagas em 2017.





O ministro da Educação. Mendonça Filho, disse hoje (28) que pretende reformular e aumentar o número de vagas do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). “Nosso compromisso com relação ao Fies é que a gente possa ter um Fies turbinado e que seja sustentável no médio e longo prazo”, disse após dar palestra na Associação Comercial de São Paulo.
Em 2017, o programa que facilita o acesso ao ensino superior deverá, segundo o ministro, ir além das 225 mil vagas oferecidas neste ano. “Nós pretendemos ter mais vagas para o próximo ano. Mas eu não posso fixar enquanto nós não concluirmos essa avaliação”, acrescentou Mendonça sobre os trabalhos que devem ser concluídos entre o final deste ano e o início do próximo.
As mudanças no fundo devem, de acordo com o ministro, contornar os problemas financeiros detectados pelo Tribunal de Contas da União (TCU). “Vocês acompanharam aquilo que foi publicado a partir do relatório do Tribunal de Contas da União, que, infelizmente, demonstrou um enorme rombo potencial hoje e projetado para o futuro com relação ao Fies. Então, a gente precisa ter cuidado em preservar esse mecanismo importantíssimo de acesso ao ensino superior no nosso país”, enfatizou.


TCU


Na última sexta-feira (25), o TCU anunciou que pretende ouvir os ex-ministros da Educação Fernando Haddad, Aloízio Mercadante e José Henrique Paim Fernandes, a respeito das gestões anteriores (2005 a 2015). Segundo o tribunal, a gestão e a expansão do fundo entre 2010 e 2015 não evitaram riscos, nem corrigiram desvios que podem levar à insustentabilidade do Fies.
As destinações orçamentários para o programa vinham, de acordo com o TCU, sendo subestimadas. A análise feita pelo tribunal aponta que, em 2013 e 2014, os valores previstos nas propostas de orçamento enviadas ao Congresso Nacional estavam muito aquém do necessário para cobrir as despesas com as mensalidades dos estudantes.
A forma de expansão dos financiamentos foi feita, segundo o TCU, de forma temerária, especialmente porque, a partir de 2014, foi dispensada a exigência de fiador aos estudantes. Assim, todos os beneficiários passaram a ser avalizados pelo Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo, o que extrapolou os limites desse fundo destinado a cobrir perdas do sistema de crédito estudantil.





Fonte: Agência Brasil

domingo, 27 de novembro de 2016

Palmeiras bate a Chape, é campeão brasileiro e acaba com jejum de 22 anos.




A longa e interminável espera acabou. Depois de 22 anos de jejum, o palmeirense repete o grito de campeão no Campeonato Brasileiro. Assim, uma geração inteira de torcedores, enfim, sente o prazer de ver o clube alcançar a glória na competição mais importante do futebol nacional. A taça virou realidade neste domingo, com a vitória sobre a Chapecoense em casa por 1 a 0, com gol de Fabiano ainda no primeiro tempo.
Desta maneira, os líderes nem precisaram prestar atenção no jogo do rival Santos no Rio de Janeiro. Único adversário que podia impedir o título antecipado do Palmeiras, o rival paulista sofreu gol logo no começo da partida e nem sequer ameaçou a festa alviverde. O campeão, que matematicamente precisava apenas de um empate, somou mais uma vitória e chegou aos 77 pontos – absoluto e agora inalcançável na tabela de classificação.
Não poderia ser fácil. Em uma temporada difícil, com vexames no Paulista – a goleada sofrida pelo Água Santa ainda arrepia os mais pessimistas –, o Palmeiras se reabilitou como um verdadeiro campeão. Cuca consolidou uma base no Brasileiro e tornou "cascudo" um jovem elenco. Mesmo nas derrotas, o agora campeão não se perdia.
Nem mesmo o fantasma de 2009, quando o título da Série A escapou na reta final, abalou o elenco. A ansiedade, tão abordada nas últimas semanas, ficou para o último plano. Duas décadas depois, o Palmeiras volta a ser vencedor e recupera a reputação de "maior campeão nacional".
O título passa por um trabalho em conjunto. Cuca profetizou antes do início do Brasileiro qual seria o destino do clube na Série A. As palavras inspiraram o grupo, que desde o início da competição figurou nas primeiras colocações, um concorrente seguro.
A regularidade marcou este Palmeiras de Jaílson, Dudu, Gabriel Jesus e companhia. Mesmo quando não encantou e sofreu, o resultado veio. Torna-se inquestionável, portanto, qualquer deliberação em relação ao título. O Brasileiro de 2016 está nas mãos daqueles que mais correram, mais procuraram e mais mereceram.
A vitória deste domingo contra a Chapecoense consolidou o nono título na elite do futebol do país, o 13º a nível nacional – além dos nove Brasileiros, o Palmeiras carrega em sua história mais três Copas do Brasil e a Copa dos Campeões de 2000. Ninguém venceu tanto em ambiente doméstico quanto o "Alviverde imponente".





Fonte: UOl
Amistoso: Estrela D´agua da Caern de Tangará vence Servidores da cidade de Passa e Fica.


Estrela D´ agua 

Servidores de Passa e Fica



Nesta manhã de domingo (27), a equipe Estrela D´agua da Caern de Tangará enfrentou a equipe dos Servidores da cidade de Passa e Fica, em uma bela partida de futsal no Ginásio Poliesportivo Senador Carlos Alberto de Souza. Foi um jogo amistoso, onde tivemos belos lances e muitos gols, a equipe Estrela D´agua de Tangará venceu a equipe dos Servidores de Passa e Fica pelo placar de 8 a 6.
Pela Estrela D´ agua marcaram Daniel (4 gols), Thiago (2 gols) e Edenilson (2 gols), já pela equipe de Passa e Fica marcaram Pedrinho (5 gols) e Lenilton (1 gol). Os artilheiros das equipes, Daniel e Pedrinho ainda perderam um pênalti cada um.



Fotos do amistoso
































sábado, 26 de novembro de 2016

2º CONGRESSO DE SANEAMENTO DO NE SERÁ REALIZADO NOS PRÓXIMOS DIAS 8 E 9, EM NATAL.




A Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (Assemae) está promovendo o 2º Congresso de Saneamento do Nordeste e convida os colaboradores da Caern a participarem do evento, que será realizado nos dias 8 e 9 de dezembro, em Natal. O tema do congresso será “O protagonismo dos municípios na gestão do saneamento” e a programação será marcada por uma variedade de painéis e de experiências exitosas, que abordarão temas indispensáveis para a gestão do saneamento nos municípios brasileiros.

A iniciativa deverá reunir cerca de 400 participantes, entre gestores públicos, técnicos, pesquisadores, lideranças de órgãos de governos, representantes de entidades não governamentais e militantes do saneamento básico. O evento será realizado no Grand Hotel e as inscrições, que estão realizadas pelo site da Assemae (www.assemae.org.br), serão gratuitas. Mais informações podem ser obtidas com a Secretaria Executiva da Assemae, através do telefone (61) 3322-5911 ou pelo e-mail: secretaria@assemae.org.br.

Sobe ou fica? Vasco tem jogo da vida para evitar maior vexame da história.


Martín Silva na volta do Vasco ao Rio de Janeiro:
 foram quatro dias de reclusão em Pinheiral 
(Foto: Cahê Mota / GloboEsporte.com)
A torcida do Vasco aguentou uma, duas, três quedas para a Série B do Campeonato Brasileiro - 2008, 2013 e 2015. Seria plausível, então, dizer que os vascaínos são fortes o suficiente para resistir ao duro golpe de permanecer na Segunda Divisão? Não. Isso não. Neste sábado (26), contra o Ceará, no Maracanã, às 17h30 (de Brasília) o Cruz-Maltino tenta evitar o que seria o maior vexame de sua história.
Ficar na Série B após a terceira participação na competição, mesmo depois do bicampeonato estadual, acarretaria ao Vasco danos com proporções inimagináveis. Um desgosto imenso para o mais apaixonado dos vascaínos. O impacto seria não só na imagem, na marca da instituição, como também na relação com o torcedor e nas questões financeiras do clube. 
A grande tensão após a derrota para o Criciúma, no fim de semana passado, afetou até mesmo o estado do presidente Eurico Miranda, que sentiu um mal-estar e recebeu atendimento médicominutos antes do embarque na cidade de Jaguaruna.
Vencer é o que o Vasco precisa para subir sem depender de outros resultados. Mas talvez nem isso signifique que o plantel cruz-maltino evite sonoras vaias das arquibancadas lotadas do Maracanã: os vascaínos esgotaram em dois dias os ingressos à venda, num total de 51.061 bilhetes. 
Para fugir de qualquer indício de tumulto que pudesse atrapalhar os treinamentos da semana, a delegação foi para Pinheiral na terça-feira, em esquema de total reclusão, e voltou na sexta-feira ao Rio de Janeiro, direto para a concentração. Éderson, que era dúvida, logo ao descer do ônibus pegou um táxi, deixando os companheiros. Ou seja, não vai para o jogo. 
Durante o período de reclusão, Jorginho colocou Jorge Henrique no time titular. O que ele poderia fazer de tão diferente também? Sem Junior Dutra e Yago Pikachu, suspensos, além de Éderson, as opções ofensivas ficaram limitadas.



Após a derrota para o Criciúma, Eurico Miranda recebeu
atendimento médico (Foto: André Durão / GloboEsporte.com)
Pela primeira vez, o clube chega à última rodada de uma Série B correndo riscos. Não adianta pensar o que aconteceu de errado, quais foram os erros de gestão ou de próprio futebol em campo cometidos pelo Vasco. O jeito, para os vascaínos, é torcer por um dia digno de Martín Silva, uma assistência aguçada de Nenê, um gol típico de centroavante de Thalles.... Ou um herói improvável que seja. 
Que se permita o clichê: é tudo ou nada. "Tudo", para garantir o acesso. "Nada", em caso de permanência na Série B. Uma coisa, porém, fica evidente em qualquer desfecho da temporada: mesmo com o título do Campeonato Carioca e a sequência de 34 jogos de invencibilidade - que começou em 2015 -, mudanças são necessárias. Com urgência. 

 


Vasco x Ceará - 38ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro

Data: sábado (26 de novembro de 2016), às 17h30 (de Brasília)
Local: Maracanã, Rio de Janeiro, RJ
Provável time: Martín Silva, Madson, Rafael Marques, Rodrigo e Julio Cesar; Diguinho, Douglas, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Thalles.
Desfalques: Luan, Yago Pikachu e Junior Dutra (suspensos), Éderson (lesionado) e Marcelo Mattos (se recuperando de cirurgia no joelho).
Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto - SP (ASP-FIFA), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis - SP (ASP-FIFA) e Herman Brumel Vani - SP (CBF-1)
Transmissão: SporTV (menos RJ), Premiere e PFCI (com Luiz Carlos Jr e Lédio Carmona).





Fonte: globoesporte.globo.com
Líderes mundiais dizem que Fidel Castro foi "exemplo inspirador" e "símbolo do século 20".


Gorbachev e Fidel, durante encontro diplomático em Havana04.04.1989/REUTERS/Gary Hershorn/File Photo


Líderes mundiais exaltaram neste sábado (26) o ex-presidente e líder revolucionário cubano Fidel Castro, morto na sexta-feira (25) em Havana. Responsável por derrubar a ditadura de Fulgêncio Batista em janeiro de 1959, Fidel governou seu país por quase cinco décadas, transferindo o poder em seguida para seu irmão, Raúl Castro. Amado e odiado dentro e fora de Cuba, o polêmico líder dividiu opiniões e críticas tanto em vida como após sua morte. 
Mikhail Gorbachev, o último líder da União Soviética, que durante muito tempo atuou como um suporte econômico e político para Cuba, disse que Castro deixou uma marca duradoura em seu país e na história mundial.


"Fidel manteve seu território e fortaleceu seu país na época do mais severo bloqueio norte-americano, no momento da pressão maciça sobre ele", disse Gorbachev, segundo a agência de notícias Interfax.


"No entanto, ele levou seu país do bloqueio para o caminho do desenvolvimento autossustentado e independente".


Num telegrama de condolências a Raúl Castro, o presidente russo, Vladimir Putin, chamou o falecido líder de "um exemplo inspirador para muitos países".


"Fidel Castro era um amigo franco e experimentado da Rússia", disse o Kremlin citando a mensagem.


Na Venezuela, aliado de longa data de Cuba e firme opositor da postura política dos Estados Unidos, o presidente Nicolas Maduro disse que Castro inspirou e continuaria a inspirar seu país.


"Continuaremos vencendo e continuaremos lutando, Fidel Castro é um exemplo da luta para todos os povos do mundo. Iremos adiante com seu legado", disse Maduro à televisão Telesur por telefone.


Na Bolívia, onde Ernesto "Che" Guevara morreu em 1967 em uma tentativa fracassada de exportar a revolução cubana, o presidente Evo Morales disse em uma declaração: "Fidel Castro nos deixou um legado de ter lutado pela integração dos povos do mundo... A partida do Comandante Fidel Castro realmente dói".
O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse: "Um grande deixou-nos, Fidel morreu, vive Cuba, vive a América Latina!"
Pelo Twitter, a presidente chilena Michelle Bachelet prestou condolências a Raúl e disse que Fidel foi "um líder pela dignidade e justiça social em Cuba e na América Latina".




Fonte: Do R7, com Reuters
'Nordeste sairá unido', diz Robinson Faria após encontro de governadores.


Governadores de sete estados do Nordeste se reuniram nesta sexta-feira (25) no Recife (Foto: Governo de Pernambuco/Divulgação)


"Nordeste sairá unido". A afirmação é do governador do Rio Grande do Norte Robinson Faria, que nesta sexta-feira (25) participou, no Recife, de um encontro que reuniu governadores de sete estados do Nordeste. O objetivo da reunião foi a elaboração de uma carta destinada ao presidente Michel Temer. O conteúdo não foi revelado, mas sabe-se que trata da Lei de Repatriação – um projeto do governo federal para arrecadar imposto de renda e multas das pessoas que enviaram dinheiro para fora do Brasil sem recolher os impostos.


"O encontro resultou em muitas ideias propositivas porque vivenciamos situações semelhantes em diversas áreas. Estamos dividindo as iniciativas já tomadas por cada estado pelo ajuste e, mais uma vez, o Nordeste sairá unido, com um posicionamento conjunto", declarou Robinson.


O encontro aconteceu no Palácio do Campo das Princesas. Foi o primeiro com os governadores do Nordeste depois que o presidente Michel Temer anunciou as regras da divisão dos R$ 16 bilhões de reais arrecadados com a repatriação.
Também foram discutidos temas como: a aplicação da PEC do teto nos estados, ações de combate aos efeitos da seca, liberação do fundo penitenciário e a retomada de obras federais que estão paradas.
Participaram também os governadores de Pernambuco, Paulo Câmara; do Maranhão, Flávio Dino; do Piauí, Welington Dias; do Ceará, Camilo Santana; de Alagoas, Renan Filho; e da Paraíba, Ricardo Coutinho.



Carta


Na ocasião, foi escrita uma carta ao presidente, mas o conteúdo do documento não foi revelado pelo governador Paulo Câmara, o porta-voz do grupo. Ele também falou que os estados do Nordeste não têm como cortar mais gastos, uma das condições do governo federal para dividir parte do dinheiro da repatriação.



“Não dá para confundir ajuste fiscal com repatriação. O compromisso dos estados nordestinos com o equilíbrio fiscal continua e isso está enfatizado na carta que vamos divulgar na segunda. Mas não pode ser um pacote único para todos os estados porque não vamos atingir nunca essa uniformidade”, ressaltou Paulo Câmara, governador de Pernambuco.





Fonte: G1 RN