Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

sábado, 26 de novembro de 2016

Líderes mundiais dizem que Fidel Castro foi "exemplo inspirador" e "símbolo do século 20".


Gorbachev e Fidel, durante encontro diplomático em Havana04.04.1989/REUTERS/Gary Hershorn/File Photo


Líderes mundiais exaltaram neste sábado (26) o ex-presidente e líder revolucionário cubano Fidel Castro, morto na sexta-feira (25) em Havana. Responsável por derrubar a ditadura de Fulgêncio Batista em janeiro de 1959, Fidel governou seu país por quase cinco décadas, transferindo o poder em seguida para seu irmão, Raúl Castro. Amado e odiado dentro e fora de Cuba, o polêmico líder dividiu opiniões e críticas tanto em vida como após sua morte. 
Mikhail Gorbachev, o último líder da União Soviética, que durante muito tempo atuou como um suporte econômico e político para Cuba, disse que Castro deixou uma marca duradoura em seu país e na história mundial.


"Fidel manteve seu território e fortaleceu seu país na época do mais severo bloqueio norte-americano, no momento da pressão maciça sobre ele", disse Gorbachev, segundo a agência de notícias Interfax.


"No entanto, ele levou seu país do bloqueio para o caminho do desenvolvimento autossustentado e independente".


Num telegrama de condolências a Raúl Castro, o presidente russo, Vladimir Putin, chamou o falecido líder de "um exemplo inspirador para muitos países".


"Fidel Castro era um amigo franco e experimentado da Rússia", disse o Kremlin citando a mensagem.


Na Venezuela, aliado de longa data de Cuba e firme opositor da postura política dos Estados Unidos, o presidente Nicolas Maduro disse que Castro inspirou e continuaria a inspirar seu país.


"Continuaremos vencendo e continuaremos lutando, Fidel Castro é um exemplo da luta para todos os povos do mundo. Iremos adiante com seu legado", disse Maduro à televisão Telesur por telefone.


Na Bolívia, onde Ernesto "Che" Guevara morreu em 1967 em uma tentativa fracassada de exportar a revolução cubana, o presidente Evo Morales disse em uma declaração: "Fidel Castro nos deixou um legado de ter lutado pela integração dos povos do mundo... A partida do Comandante Fidel Castro realmente dói".
O presidente equatoriano, Rafael Correa, disse: "Um grande deixou-nos, Fidel morreu, vive Cuba, vive a América Latina!"
Pelo Twitter, a presidente chilena Michelle Bachelet prestou condolências a Raúl e disse que Fidel foi "um líder pela dignidade e justiça social em Cuba e na América Latina".




Fonte: Do R7, com Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário