Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

domingo, 22 de janeiro de 2017

Encontro em Brasília reúne 38 padres que largaram a batina para se casar.

 

Trinta e oito padres de todo o país se reuniram neste fim de semana em Brasília com uma característica em comum: todos são casados. Eles participam do 21° Encontro Nacional de “Renovação e Esperança”, que termina neste domingo (22). O objetivo é elaborar um documento para que eles possam contribuir para a propagação do evangelho em comunidades pobres e mais afastadas, incluindo a sugestão do celibato opcional.
O padre Antônio Evangelista é casado e tem dois filhos. Ele conta que decidiu constituir uma família após 11 anos de sacerdócio na capital federal.

“Eu percebi que eu também poderia ser casado e continuar falando de Deus para as famílias. Como movimento dos padres, nós podemos colaborar como grupo institucional e propagar a fé”, argumenta o padre Antônio Evangelista

Mulher dele, a dentista Aila Ribeiro afirmou que eles se conheceram dentro da igreja, mas ele já estava decidido a largar o sacerdócio. Estão casados há 17 anos. “O amor só cresce. Estou muito feliz”, declarou.
O padre Edson Silva é de Fortaleza (CE) e também trouxe a família para participar do encontro. "Ser padre era aquela vocação da infância. Achava bonito a celebração da missa. Na verdade, eu tinha esse grande desejo, que caminhava junto com o desejo de ser pai, mas conciliar era complicado e a decisão de ser pai veio quando eu conheci a Lúcia [mulher dele].

"Não me arrependo e me sinto muito feliz pela escolha que fiz, mas tudo o que eu sou hoje eu devo a Igreja Católica e aos padres Camilianos”, diz o padre Edson .

Para eles, a família é o que têm de mais importante e esperam espalhar essa mensagem ao mundo, até chegar ao Vaticano. “Pra mim, me enriquece muito caminhar ao lado dele e com os nossos filhos. Graças a Deus a gente olha no mesmo sentido e a gente só tem a agradecer”, disse a mulher, Lúcia Moura.

 




Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário