Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

quinta-feira, 30 de março de 2017

Cassação de Michel Temer levaria o país a “instabilidade política”, avalia Garibaldi.

Senador Garibaldi Alves Filho, do PMDB

A chapa que concorreu à Presidência em 2014, formada por Dilma Rousseff (PT) e o peemedebista, enfrenta um processo no colegiado desde 2015. Após o relator, Herman Benjamin, entregar o relatório ao presidente Gilmar Mendes, o julgamento da ação será iniciado na próxima terça-feira 4 e pode culminar com a deposição de Temer, que assumiu o cargo no ano passado após impeachment de Dilma. O processo, aberto pelo PSDB, investiga possível cometimento de abuso de poder econômico pela chapa nas eleições.
De acordo com o ex-presidente do Senado e ex-ministro, que não detalha o ponto de vista, o que vai prevalecer no julgamento do TSE é a “apreciação do ponto de vista jurídico”, mas, do ponto de vista político, uma nova cassação do presidente da República – desta vez por um tribunal de Justiça – “lançaria o país numa situação de instabilidade muito grande”.
Sobre a possibilidade de Temer concorrer à reeleição no pleito de 2018 ou mesmo de disputar uma eventual eleição direta – caso a chapa seja cassada e esta seja a deliberação do TSE, o senador afirma que é muito precoce falar sobre o assunto. “Vai depender de muitas questões, como a aprovação das reformas. É muito prematuro, numa hora dessas, fazer cogitações”, afirmou.



Fonte: Agora RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário