Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Pesquisa diz que consumidor está mais confiante, mas dívidas crescem 4,7%.


Da Agência Brasil


A confiança do consumidor cresceu em agosto. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec) subiu 2,1% em agosto frente a julho e atingiu 101,6 pontos, de acordo com dados divulgados hoje (31), em Brasília, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Apesar do crescimento, o índice está 0,4% inferior ao de agosto de 2016 e 6,2% abaixo da média histórica.

Segundo a CNI, dos seis componentes do Inec, quatro cresceram em agosto, o que contribuiu para o aumento do índice. A maior alta ocorreu na expectativa de desemprego – de 7,4% em agosto ante julho –, o que sinaliza redução no número de pessoas que esperam elevação do desemprego.


Dívidas crescem 4,7%


O índice de endividamento aumentou 4,7% em agosto. As finanças das famílias também estão melhorando, já que o índice de situação financeira cresceu 2,2% este mês.

O índice de expectativas sobre a renda pessoal cresceu 1,5% em agosto. O indicador de perspectivas para compras de bens de maior valor, com alta de 0,1%, ficou praticamente estável. Somente o índice de expectativas sobre a inflação teve queda - 1,7% - em agosto, sinalizando maior preocupação dos brasileiros em relação ao aumento de preços.


A pesquisa do Inec, feita em parceria com o Ibope Inteligência, ouviu 2.002 pessoas em 143 municípios entre os dias 17 e 21 deste mês.
Brasil reencontra Equador um ano depois da estreia vitoriosa de Tite.


Já classificada nas eliminatórias para a Copa do Mundo 2018, a seleção brasileira de futebol enfrenta o Equador - FotoLucas Figueiredo/CBF

Líder das eliminatórias sul-americanas e já classificada para a Copa do Mundo da Rússia quatro rodadas antes de terminar a disputa pelas quatro vagas do continente, a seleção brasileira de futebol joga nesta quinta-feira (31) contra o Equador, em Porto Alegre, apenas para cumprir tabela, mas com a responsabilidade de manter a posição conquistada sob o comando do técnico Tite, contra o mesmo adversário da estreia vitoriosa do treinador, há um ano, em Quito.

Naquele jogo, no dia 1º de setembro, o Brasil estava em 6º lugar na tabela, fora da zona de classificação para a Copa de 2018, pois só os quatro primeiros colocados têm vaga garantida e o quinto tem o direito de disputar uma repescagem para tentar a classificação. O Brasil venceu a partida por 3x0, com dois gols do estreante Gabriel Jesus, então com 19 anos, que ainda sofreu um pênalti batido e convertido por Neymar.

A seleção iniciava aí uma reação que a levaria ao primeiro lugar das eliminatórias, hoje com 33 pontos, nove a mais que o segundo colocado, a Colômbia, que tem 24. O time que entra em campo nesta quinta-feira, às 21h45, na Arena Grêmio, na 15ª rodada, deverá ser o mesmo do jogo de um ano atrás, já que o meia Phillipe Coutinho, do Liverpool (Inglaterra), deverá ficar no banco: Alisson; Daniel Alves, Marquinhos, Miranda e Marcelo; Casemiro, Paulinho e Renato Augusto; Willian, Neymar e Gabriel Jesus. O capitão será o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madri (Espanha), seguindo um rodízio determinado por Tite.

O jogo em Quito marcou também a quebra de um tabu que incomodava a seleção brasileira há mais de três décadas: o Brasil não vencia o Equador fora de casa desde 1983, quando ganhou por 1x 0, gol de Roberto Dinamite. Os outros jogos da rodada das eliminatórias são os seguintes: Venezuela x Colômbia; Chile x Paraguai; Uruguai x Argentina; Peru x Bolívia.

O Brasil disputou 14 jogos, com 10 vitórias, três empates e uma derrota. Marcou 35 gols e sofreu 10, com saldo de 25. O índice de aproveitamento é de 78,6%. A classificação geral nas eliminatórias é a seguinte: 1º Brasil, 33 pontos; 2º Colômbia, 24; 3º, Uruguai, 23; 4º Chile, 23; 5º Argentina, 22; 6º Equador, 20; 7º Peru, 18; 8º Paraguai, 18; 9º Bolívia, 10; 10 Venezuela, 6.



Fonte: Agência Brasil
Empresa é condenada a indenizar funcionário chamado de 'burro de carga' pelo chefe.


Processo correu no Tribunal Regional do Trabalho em Natal
(Foto: Arquivo).
Uma empresa de Natal foi condenada a pagar indenização de R$ 5 mil por danos morais a um ex-funcionário que foi chamado de "burro de carga" pelo chefe. A decisão pe da 3ª Vara do Trabalho da capital potiguar.

O homem foi contratado como auxiliar de loja em outubro de 2013 e demitido em agosto de 2016. No processo, ele alegou que constantemente recebia ameaças de demissão, sendo constrangido e destratado pelo chefe, que o chamava de "burro de carga" e "escravo".

Embora a empresa tenha negado qualquer tipo de constrangimento ou ofensa, a juíza Derliane Rego Tapajós destacou que uma testemunha revelou que o chefe do auxiliar costumava chamá-lo de "burro de carga" quando o mandava levar as caixas de mercadorias.

A testemunha afirmou, ainda, que, em três ocasiões, viu o chefe puxar a vassoura da mão do auxiliar, dizendo que não era daquela forma que ele deveria fazer o serviço e que parecia que ele estava doente da coluna, "na frente de clientes que estavam na loja".

Para a juíza, o depoimento da testemunha comprovou que o chefe submetia o auxiliar de loja "a tratamento injurioso e degradante", xingando-o publicamente e menosprezando a forma como ele realizava o seu trabalho.
"O tratamento desrespeitoso do superior hierárquico para com o reclamante não pode ser chancelado por esta Justiça, pois se traduz em nítido abuso do poder diretivo ou disciplinar", concluiu Darliane Tapajós.

Para ela, a atitude da empresa "fere diretamente o princípio da dignidade da pessoa humana e a proteção à honra, direitos fundamentais consagrados na Carta Magna".




Fonte: G1 RN

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Banco do Brasil apresenta prazos para reabrir agências fechadas após explosões no RN.


Terminais violados em agência do Banco do Brasil no RN (Foto: Marksuel Figueredo / Inter TV Cabugi)

O Banco do Brasil apresentou ao Procon do Rio Grande do Norte um calendário com as datas previstas para reabertura de 15 agências bancárias no interior do estado. Segundo o órgão, elas tinham sido fechadas ao longo dos últimos anos, principalmente por terem sofrido explosões e outros tipos de ataques de quadrilhas criminosas.

Em maio, o Procon abriu procedimento para apurar perdas para a economia dos municípios e dificuldades enfrentadas pelos consumidores para terem acesso aos serviços bancários. De acordo com o diretor-geral do órgão, Cyrus Benavides, as agências tinham sido vítima de ataques, porém meses depois continuavam fechadas. Na ocasião, o banco havia informado que realizaria um estudo para saber quais unidades seriam reabertas.

"Temos casos como a agência de São Paulo do Potengi, que atendia outras 9 cidades ao redor. Depois que foi fechada, as pessoas tinham que ir para Macaíba. É uma situação que causa gastos e perigo para o consumidor, além de uma interrupção na movimentação econômica daquela região", considerou Benavides.

De acordo com o banco, das 15 agências, pelo menos duas já foram reabertas. É o caso do Banco do Brasil de Touros e de Baraúna. Esta segunda, porém, só estará em pleno funcionamento a partir da próxima segunda-feira, 4 de setembro. Na lista, há unidades que só serão reabertas em novembro de 2018.

Com a apresentação do calendário, o procedimento aberto do Procon ficará suspenso. De acordo com a coordenação do órgão, as datas serão acompanhadas e, caso sejam descumpridas, a fiscalização poderá realizar autos de constatação, com possível penalidade de multa.

Para Benavides, o Procon entende que o banco também foi vítima da violência e a simples aplicação de multa contra a empresa não resolveria o problema. Porém a população não pode ser prejudicada e por isso, foi buscada uma solução conjunta. De acordo com ele, as agências participarão de conselho com órgãos municipais para melhorar a segurança.

Veja abaixo, o nome das cidades e o prazo para abertura das agências. Veja ainda as matérias sobre as explosões e ataques às agências nos municípios.


Aberturas em 2017


01 - Touros – Aberta
02 - Baraúna - Aberta, com pleno funcionamento em 04/09
03 - São Paulo do Potengi - 20/09 
04 - Umarizal - 30/09
05 - São Miguel - 31/10
06 - Acari - 01/11 
07 - Florânia - 13/11
08 - Santana do Matos - 06/12
09 - Lajes - 30/12


Aberturas em 2018


10 - Gov. Dix-Sept Rosado - 10/01/2018 
11 - Caraúbas - 16/01/2018 
12 - João Câmara - 30/03/2018
13 - Monte Alegre - 30/03/2018
14 - São José de Campestre - 30/11/2018 
15 - Tibau do Sul - 30/11/2018





Fonte: G1 RN
Papa recebe e abençoa time da Chapecoense no Vaticano.


Jackson Follmann e Alan Ruschel, sobreviventes do acidente
 da Chape, recebem a bênção do papa Rádio Vaticano
Uma delegação da Associação Chapecoense de Futebol, entre comissão técnica, atletas e familiares, participou de uma audiência com o Papa Francisco nesta quarta-feira (30), no Vaticano. 
Na oportunidade, o pontífice saudou aos visitantes, a quem desejou “prosperar na sabedoria que vem de Deus a fim de que possam comunicar aos outros a sua doçura e o seu amor. Desça sobre vós e suas famílias a abundância das suas bênçãos”.  A informação é da Rádio Vaticano.

Na delegação, além do técnico, grande parte dos reservas e alguns jogadores titulares, estavam Jackson Follman e Alan Ruschel, sobreviventes do trágico acidente do voo com a Chapecoense ocorrido em 29 de novembro do ano passado que vitimou 71 pessoas - principalmente atletas do time de Santa Catarina.

Alan Ruschel já está de volta aos gramados e nesta sexta-feira (1º) estará em campo junto à equipe para disputar um amistoso beneficente contra o Roma, no Estádio Olímpico. A relação entre os dois clubes ficou muito próxima depois da tragédia do ano passado, já que o Roma teria sido um dos únicos clubes do exterior a oferecer ajuda concreta ao Chape, além do Barcelona.

Em entrevista à Rádio Vaticano, o presidente da Chapecoense, Plínio David de Nês Filho, comentou sobre o apreço e a solidariedade do papa com a equipe. “É uma manifestação muito humana por parte da Sua Santidade receber a nossa agremiação, que sofreu um grave acidente e que ainda se recupera daquelas feridas. Recebemos a bênção de um papa que tem no seu coração o amor, o carinho e a dedicação para com as pessoas, um ser humano de inigualável grandeza, que recebeu um time de futebol em reconstrução. Nada mais justo de agradecermos e fazermos neste momento uma oração por todos neste dia, que é uma dádiva para todos nós.”




Fonte: Da Rádio Vaticano, com informações da Agência  Brasil
RN ultrapassa os 3,5 milhões de habitantes em 2017, estima IBGE.

Capital potiguar tem população de 885.180 pessoas em 2017, segundo IBGE; na foto, o bairro do Alecrim. (Foto: Canindé Soares)

Rio Grande do Norte ultrapassou a barreira dos 3,5 milhões de habitantes, de acordo com as estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgadas nesta quarta-feira (30) no Diário Oficial da União. Apesar disso, estado apresentou uma dos menores crescimentos populacionais do país.

Entre todas as unidades federativas do Brasil, o estado tem a 17ª população, com um total de 3.507.003 habitantes. No Nordeste, ele fica na sexta colocação, atrás da Bahia (15.344.447), Pernambuco (9.473.266), Ceará (9.020.460), Maranhão (7.000.229) e Paraíba (4.025.558).

Junto com Alagoas, o RN teve crescimento de apenas 0,5% da população, entre 2016 e 2017. O aumento percentual só foi maior que o do Rio de Janeiro (0,32%) e Bahia (0,44%).

Ainda de acordo com o IBGE, Natal conta com 885.180 moradores e fica entre as 16 maiores capitais do país, à frente inclusive de capitais de estados mais populosos, como João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC). Segundo maior município do RN, Mossoró chegou a 295.619 habitantes e Parnamirim, em terceiro, 254.709.

A data de referência para o levantamento é 1º de julho. De acordo com o IBGE, o Brasil tem 207.660.929 habitantes. Em 2016, a população do país era estimada em pouco mais de 206 milhões habitantes.



Fonte: G1 RN
Contas públicas têm déficit recorde de R$ 16,138 bilhões em julho.


Setor público consolidado registrou déficit nas contas
 públicas em julho Marcello Casal Jr/Agência Brasil
O setor público consolidado, formado por União, estados e municípios, registrou déficit nas contas públicas em julho, de acordo com dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (30) em Brasília.
O déficit primário, receitas menos despesas, sem considerar os gastos com juros, ficou em R$ 16,138 bilhões. Esse foi o pior resultado para o mês na série histórica iniciada em dezembro de 2001.
O resultado de janeiro a julho também foi o maior para o período, chegando ao déficit primário de R$ 51,321 bilhões. Em 12 meses encerrados em julho, o déficit primário ficou em R$ 170,520 bilhões, o que corresponde a 2,66% do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país.
O governo enviou ao Congresso Nacional proposta de mudança da meta fiscal. Originalmente, a meta de déficit estava fixada em R$ 139 bilhões para este ano e em R$ 129 bilhões para 2018. O governo propõe a meta com déficit de R$ 159 bilhões neste ano e em 2018, para o governo central.
"Com a revisão das metas, o governo vai tomar as medidas necessárias de refazer sua programação para que alcance o cumprimento das metas", disse o chefe adjunto do Departamento Econômico do BC, Fernando Rocha.



Fonte: Agência Brasil
IBGE: 1.378 municípios apresentam redução de população de 2016 a 2017.


Quase um quarto dos 5.570 municípios brasileiros (24,7% ou 1.378) apresentaram redução populacional. Em mais da metade (53,6% ou 2.986), as taxas de crescimento populacional foram inferiores a 1%, e em 258 municípios (4,6% do total) o crescimento foi igual ou superior a 2%.

Os dados fazem parte das estimativas das populações residentes nos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2017. Divulgado hoje (30), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o estudo estima que o Brasil tenha 207,7 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,77% de 2016 a 2017, um pouco menor do que a de 2015/2016 (0,80%).

O grupo de municípios com até 20 mil habitantes apresentou a maior proporção dos que tiveram redução populacional (32,5% ou 1.236 cidades). Por outro lado, os com mais de 100 mil a um milhão de habitantes tiveram a maior proporção de municípios com crescimento acima de 1% (45,5% ou 133). Dez dos 17 municípios com mais de um milhão de habitantes acusaram taxas de crescimento entre 0,5% e 1% ao ano.

Nas regiões Norte e o Centro-Oeste estão as maiores proporções de cidades com taxas de crescimento acima de 1%. A Região Sul mostrou a maior proporção de municípios com taxas negativas.




Fonte: Agência Brasil


terça-feira, 29 de agosto de 2017

Em seu discurso na inauguração do Café Cidadão, Jorginho Bezerra, agradece as ações do governo do estado para o município de Tangará.




segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Governo inaugura Café Cidadão em Tangará nessa terça-feira(29)

Governo inaugura Café Cidadão em Tangará, Patu e Alto do Rodrigues.




Essas três novas unidades representam aumento de 12
mil cafés da manhã por mês.
O Café Cidadão chega essa semana, nos dias 29, 30 e 31, nos municípios de Tangará, Patu e Alto do Rodrigues, respectivamente, totalizando 16 unidades em todo o estado. Essas três novas unidades representam um aumento de 12 mil cafés da manhã por mês. Desde o começo de agosto, o programa chegou aos municípios de Baraúna, Monte Alegre, Natal (Felipe Camarão e Nossa Senhora da Apresentação), Alexandria, Goianinha e Touros.

A unidade de Tangará será inaugurada na terça-feira (29), na Rua Assis Lopes, 27, no centro da cidade, a partir das 8h, de segunda a sexta-feira. Em Patu, a inauguração vai ser na quarta-feira (30), a partir das 9h, na rua Capitão José Severino, 327, Centro. Na quinta-feira (31), será inaugurada a unidade de Alto do Rodrigues, na Rua Ângelo Varela, 466, Centro, a partir das 8h30. As três unidades vão servir mil cafés da manhã por semana, cada uma.

O Café Cidadão é um programa de segurança alimentar que oferece um café da manhã nutritivo e de qualidade pelo preço de 50 centavos, de segunda a sexta-feira, das 6h às 8h. As 13 unidades existentes atualmente oferecem cerca de 70 mil cafés por mês.



Ouça o convite no link abaixo






Fonte: ASSECOM/SETHAS

domingo, 27 de agosto de 2017

Inscrições abertas para a 6ª copa Weverton Webher série prata.





A Copa Weverton Webher na 6ª edição vem com novidades, a partir dessa temporada será realizada na categoria Sub-15 e na Série Prata (com atletas que não atuaram na Copa Verão).

Na categoria Sub-15, os jogos serão realizados em sistema de torneio (fase classificatória e eliminatória), o congresso técnico para definição da data da realização da copa será no dia 09 de setembro. As vagas são limitadas e são abertas as equipes tangaraenses e de outros municípios com inscrições no valor de R$ 60,00 sendo realizadas até o dia 30 de agosto.

Na Série Prata, as vagas são limitadas com as inscrições sendo realizadas até 30 de agosto na loja Tangará Sports no valor de R$ 70,00 por equipe, o congresso técnico está agendado para o dia 02 de setembro as 19 horas na câmara municipal de Tangará-RN. Nessa categoria podem atuar atletas a partir de 16 anos completos com a autorização dos responsáveis. É vedada a participação de atletas que atuaram na Copa verão de Futsal no ano de 2017 (inclusive os goleiros). A competição terá início no dia 09 de setembro.


PREMIAÇÃO NA CATEGORIA SUB-15




Campeão: Troféu, medalha e R$ 300,00
Vice-Campeão: Medalha e R$ 150,00



PREMIAÇÃO NA CATEGORIA SÉRIE PRATA




Campeão: Troféu, medalha e R$ 500,00
Vice-Campeão: Medalha e R$ 300,00
Artilheiro: Medalha e R$ 50,00
Goleiro Menos vazado: Medalha e R$ 50,00


Contato para inscrição e informações: Ailton Webher (84) 9.9978-9943.




Fonte: Blog Sei Tangará
Preso federal custa R$ 2.270 por mês.



Do R7



O governo federal já desembolsou, entre janeiro e junho de 2017, R$ 7,7 milhões para custear as quatro penitenciárias federais que o País tem.

Desse total, R$ 3 milhões (39,2%) foram às empresas responsáveis por fornecer a alimentação dos detentos, segundo levantamento feito pela imprensa com base em dados da Transparência.

Em 30 de junho, juntas, as unidades de Mossoró (RN), Porto Velho (RO), Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR) tinham 569 detentos, de acordo com o Ministério da Justiça.

Sendo assim, cada preso custou, em média, R$ 13.625,20 em 2017, ou R$ 2.270 por mês.

O Ministério da Justiça tem uma cifra ainda maior. A pasta diz que o custo individual dos presidiários é de R$ 3.800 mensais, sem mencionar como esse montante é calculado. 

Somente com alimentação, o gasto com cada detento no primeiro semestre foi de R$ 5.338,75, em média, ou quase R$ 900 mensais.

É nessas cadeias de segurança máxima em que estão alguns dos criminosos mais perigosos do País. Fernandinho Beira-Mar, por exemplo, cumpre pena em Mossoró.

Cada preso recebe seis refeições diárias, todas compradas de empresas especializadas, vencedoras de licitação.

O edital para o fornecimento das refeições é de 2015 e os contratos com as empresas vencedoras foram prorrogados até a metade do ano que vem.

Entre os itens exigidos para o café da manhã dos presos estão: leite integral, pão francês, café com açúcar e margarina ou queijo. O lanche matinal é uma fruta.

O almoço deve ter arroz (pode ser substituído por macarrão ou vegetais), feijão carioquinha ou preto, farinha, uma proteína (frango, peixe, carne vermelha ou ovo), legumes, salada de folhas, fruta da época ou sobremesa doce (finais de semana) e suco ou refresco.

No meio da tarde, tem o lanche, com biscoito sem recheio, doce ou salgado, margarina, fruta de época ou suco e bolo simples.

O jantar segue os mesmos moldes do almoço. Os detentos também recebem uma ceia, que pode conter pão francês, margarina, fruta, biscoito e suco.

Em datas comemorativas, eles ainda ganham refrigerante, chocolate e torta.

Os últimos dados disponíveis mostram que Porto Velho é a penitenciária que mais gastou até agora com alimentação dos 150 internos: R$ 788,9 mil.

Catanduvas tem menos detentos (127) e uma despesa muito próxima: R$ 784,2 mil. Essa é a unidade com o custo mais alto de alimentação por preso: R$ 6.174, em média, até julho.

Levantamento do Depen (Departamento Penitenciário Nacional) mostra que até dia 9 de agosto haviam sido servidas entre 828 e 948 refeições por dia nas penitenciárias.

Além as refeições diárias, os presos também têm direito a serviço de lavanderia para uniformes e roupas de cama. As peças são lavadas semanalmente.

O preço disso? R$ 309.958,10. É como se cada preso gastasse cerca de R$ 100 mensais com o serviço.

Somente a unidade de Mossoró desembolsou R$139.304,72 de lavanderia. A cifra é a mais alta entre as quatro.

A mão de obra terceirizada, que inclui serviços de limpeza e manutenção, é o segundo item mais custoso: R$ 2 milhões.

Os gastos com energia elétrica respondem por 9,2% dos custos das penitenciárias federais: R$ 717,4 mil.

Mesmo na crise, o governo manteve as despesas com as cadeias administradas pelo Depen. 

"Não houve corte de verbas para as penitenciárias federais uma vez que são geridas com recursos do Funpen [Fundo Penitenciário Nacional] e existe decisão do Supremo (ADPF 347) que proíbe o contingenciamento de verbas do Fundo", disse o ministério em nota.


O Prefeito Jorginho Bezerra convida todos os tangaraenses para a cerimônia de inauguração do "Café Cidadão".


domingo, 20 de agosto de 2017

Pronatec ganha novo prazo para inscrições

Prorrogadas as inscrições para mais de 500 mil vagas gratuitas.





Primeiro grande avião de passageiros chinês é um expoente do “Made in China".


Batizado como C919, o avião tem capacidade para transportar entre 158 e 168 passageiros e começou a ser desenvolvido em 2008 Comac/Divulgação

O primeiro avião comercial de grande porte de fabricação chinesa está em fase de testes de voo e é um dos expoentes do plano do governo central chamado “Made in China 2025”, que tem por objetivo promover a produção interna de bens de alta tecnologia, como robôs, medicamentos, carros elétricos e equipamentos aeroespaciais.

Batizado como C919, o avião, com capacidade para transportar entre 158 e 168 passageiros, começou a ser desenvolvido em 2008 pela empresa estatal Commercial Aircraft Corporation of China (Comac), com sede em Xangai. No início de maio deste ano, fez seu voo inaugural no Aeroporto Internacional Pudong de Xangai, de onde decolou e posou.

De acordo com o responsável pela área de montagem do C919, Wang Hai, mais dois jatos estão em fabricação. Segundo ele, a empresa precisa ter pelo menos oito aeronaves construídas para conseguir a certificação da Administração da Aviação Civil da China e, assim, ter autorização para fazer voos domésticos.

“Pelo nosso plano, devemos conseguir o certificado de aeronavegabilidade do C919 até 2020 e entrar no mercado chinês em 2021”, disse. “As companhias aéreas chinesas já fizeram encomendas do novo avião”.

Em uma etapa posterior, está previsto o lançamento do C919 no mercado internacional. Com autonomia de voo de até 5,5 mil quilômetros, o jato chinês deverá disputar espaço em um mercado dominado pelas gigantes Airbus e Boeing. “É um avião que terá preço competitivo, é seguro, confortável e menos poluente, pois emite 12% a menos de dióxido de carbono”, afirmou Wang Hai.




Fonte: Agência Brasil
Termina segunda-feira prazo para quem recebe auxílio-doença agendar nova perícia.



Da Agência Brasil


Termina nesta segunda-feira (21) o prazo para que beneficiários do auxílio-doença convocados pelo Diário Oficial da União (DOU) procurem o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para agendar nova perícia médica.

Os beneficiários convocados no dia 1º de agosto são aqueles com os quais o INSSs não conseguiu entrar em contato por meio de cartas, que, devido às informações insuficientes ou erradas, foram devolvidas pelo Correios.

Inicialmente, o prazo de cinco dias a partir da publicação da convocação terminaria no dia 5 de agosto. No entanto, horas antes do fim do prazo, o Ministério do Desenvolvimento Social anunciou, por meio de nota enviada à imprensa, que a data limite estava sendo prorrogada para 21 de agosto.

A prorrogação foi divulgada um dia após a 20ª Vara Federal de Porto Alegre (RS) conceder liminar favorável à Defensoria Pública da União (DPU), que pedia que o INSS restabelecesse o pagamento de benefícios por incapacidade cancelados antes que os segurados tivessem passado por nova perícia.

Quem recebe o seguro por incapacidade e não recebeu, pelo Correio, a convocatória para agendar a perícia, deve conferir se seu nome consta da lista publicada no dia 1º de agosto.

Os convocados devem entrar em contato com a Central de Teleatendimento do INSS, no número 135, e agendar a reavaliação. No momento da perícia, o segurado deve apresentar toda documentação médica que justifique o recebimento do benefício, como atestados, laudos, receitas e exames.

Caso o segurado se encontre internado ou enfermo e não puder comparecer à perícia, deverá pedir a uma pessoa de sua confiança que informe, em uma agência do INSS, sobre o impedimento. É necessário que esse representante apresente a identidade do segurado e um documento que comprove o impedimento. Com isso, ele poderá solicitar uma perícia hospitalar ou domiciliar.

O não atendimento à convocação ou o não comparecimento na data agendada pode levar o auxílio a ser suspenso ou cancelado.

Até meados de julho, foram realizadas quase 200 mil perícias em todo o país. Como resultado, 160 mil pessoas tiveram o benefício cancelado por não precisarem mais recebê-lo.




quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Agência de risco Standard & Poor’s melhora posição do Brasil.



A agência de classificação de risco Standard & Poor’s (S&P) melhorou a avaliação do Brasil, após o anúncio da nota meta fiscal e do pacote de corte dos gastos públicos: retirou a nota de risco soberano do status de observação negativa (CreditWatch negativo), mantendo a nota de crédito do País em moeda estrangeira e local em “BB”. Com a melhoria de posição, o Brasil ficou a apenas dois patamares abaixo do grau de investimento (selo de bom pagador).

Apesar do afastamento do risco de um rebaixamento no curto prazo, a S&P manteve a perspectiva negativa para o rating do Brasil em razão dos desafios políticos ainda existentes. A observação negativa ocorreu após as delações dos irmãos Batista envolvendo o presidente Michel Temer. Apesar da piora da meta fiscal, agência avaliou em comunicado que a economia brasileira dá sinais de estabilização, "apesar da política fluida".

"O Congresso aprovou uma reforma trabalhista em julho, e o governo permanece comprometido a promover uma reforma da previdência que contenha o crescimento da despesa", destacou a S&P.




Fonte: Diário do Poder

Convite missa

A família de José Cassimiro Sobrinho (Passarinho) convida a todos para missa de 5 anos de vida eterna.



domingo, 13 de agosto de 2017

Papa questiona fé de cristãos que consultam horóscopos e cartomantes.



O papa Francisco afirmou neste domingo (13) que a fé não é uma fuga dos problemas, mas, sim, o que dá sentido à vida. Para Francisco, cristãos que consultam "cartomantes e horóscopos" não tem "fé tão forte".

Durante a Oração do Ângelus no Vaticano, o pontífice disse que, quando os fiéis não se "apegam à palavra do Senhor e, para ter mais segurança, consultam horóscopos e cartomantes, a pessoa começa a chegar ao fundo".
"Apenas a fé dá a segurança da presença de Jesus, que nos impulsiona a superar as tempestades existenciais.  É a certeza de segurar uma mão que nos ajuda com as dificuldades, apontando o caminho, mesmo quando está escuro", acrescentou o papa.

Francisco ressaltou que o Evangelho de hoje, que recorda o episódio de Jesus a caminhar sobre as águas, tem "um rico simbolismo" e faz refletir sobre a fé, pessoalmente e em comunidade, porque o barco dos apóstolos "é a vida de cada um, mas também da Igreja". E acrescentou: "este episódio é uma imagem da maravilhosa realidade da Igreja de todos os tempos: um barco ao longo da travessia também enfrenta ventos contrários e tempestades que ameaçam dominá-la".

Na Praça de São Pedro, o pontífice afirmou que o que salva a Igreja é a "coragem e as qualidades dos seus homens sendo que a fé em Cristo e a sua palavra são garantias contra o naufrágio".




Fonte: Agência Brasil, com informações da Agência Ansa
Juazeirense empata com o América-RN, cala a Arena das Dunas e conquista acesso inédito.



A Juazeirense vai disputar pela primeira vez a Série C do Campeonato Brasileiro. Após abrir 3 a 0 no jogo de ida, em Juazeiro, a equipe baiana calou a Arena das Dunas no empate por 1 a 1 com o América-RN e conquistou o acesso inédito. O Mecão ostentava a melhor campanha entre todos os participantes da Série D e contou com o apoio de quase 13 mil torcedores acompanharam na tarde deste domingo, no maior público de toda a competição. Salatiel marcou para o Cancão de Fogo, enquanto Cascata deixou tudo igual, ainda no primeiro tempo.




Sem o acesso à Série C, o América fecha 2017 com uma temporada desastrosa. Eliminado na primeira fase da Copa do Nordeste e fora das finais dos turnos no Campeonato Potiguar, a Série D era a vida do Mecão neste ano. Montou um time competitivo em 25 dias, trouxe o técnico Leandro Campos, que conseguiu encaixar o trabalho, mas um dia ruim, na derrota por 3 a 0 em Juazeiro, jogou tudo por água abaixo. Agora, é hora de refazer os planos para 2018 e saber quem continuará à frente do departamento de futebol.



Fonte: globoesporte.globo.com
Mensagem do dia dos pais da deputada Zenaide Maia.



Mensagem do dia dos pais do deputado Gustavo Carvalho.



Temer avalia testar regime de parlamentarismo em seu governo.


Michel Temer quer apostar no parlamentarismo já
em 2018. Clauber Cleber Caetano/PR
O presidente Michel Temer está disposto a fazer um teste parlamentarista em seu governo, no último ano do mandato. Temer quer incentivar campanha em favor de uma PEC (Proposta de Emenda à Constituição) para adotar o parlamentarismo no País, a partir de 2019, contendo uma "cláusula de transição" que permita instalar o novo sistema no fim do ano que vem.

A ideia de nomear um primeiro-ministro no segundo semestre de 2018, caso o Congresso aprove uma PEC mudando o regime de governo, tem sido discutida nos bastidores do Palácio do Planalto. Ancorada pela crise política, diante de um cenário marcado pelo desgaste dos grandes partidos e de seus pré-candidatos nas próximas eleições, a estratégia é bem aceita por dirigentes do PMDB, mas encontra resistências no PSDB.

"O parlamentarismo está no nosso programa e, neste momento de crise, nada mais oportuno do que discutir o assunto, mas não achamos que isso seja solução para 2018, quando teremos eleições", disse o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati (CE). "Queremos preparar o caminho para 2022", completou.

Autor da PEC que institui o sistema parlamentar de governo, o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), não vê problema na adoção do novo regime no fim do mandato de Temer, se o modelo passar pelo Congresso, para assegurar uma transição pacífica.

"Eu sou favorável à implantação do parlamentarismo o quanto antes", afirmou o chanceler.

— Nesse presidencialismo com 30 partidos, o País é absolutamente ingovernável. A lei eleitoral premia a fragmentação e, se não forem aprovados a cláusula de barreira e o fim das coligações proporcionais, quem for eleito em 2018, seja quem for, pegará uma situação muito complicada.

O ministro das Relações Exteriores apresentou a proposta que prevê o parlamentarismo no ano passado, quando ainda exercia o mandato de senador. Para ele, o colega José Serra (PSDB-SP) é a "pessoa talhada" para liderar a discussão no Congresso e ser o relator da PEC. Serra, no entanto, também prega a adoção desse sistema somente a partir da disputa de 2022.


Gabinete


Pelo projeto de Aloysio, o presidente seria eleito por voto direto e teria a função de chefe de Estado e Comandante Supremo das Forças Armadas. Seu mandato seria de quatro anos e caberia a ele nomear o primeiro-ministro, com quem ficaria a chefia do governo.

A Câmara dos Deputados poderia ser dissolvida pelo presidente, "ouvido o Conselho da República", e o Congresso teria o poder de aprovar "moção de censura" ao governo — equivalente à demissão do gabinete —, medida que só produziria efeito com a posse do novo primeiro-ministro.

Nos últimos dias, com o avanço das movimentações políticas em torno do tema, até mesmo aliados de Temer ficaram curiosos para saber quem seria o seu primeiro-ministro. Apesar da Lava Jato estar no encalço do presidente e de seu núcleo duro, a maior aposta neste sentido recai sobre o chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, alvo de inquéritos no STF (Supremo Tribunal Federal).

Questionado sobre a viabilidade de instituir o parlamentarismo no Brasil — já rejeitado em plebiscito, em 1993 —, Temer disse que "não seria despropositado" pensar nesse regime para 2018. Dias depois, informado por auxiliares de que a ideia sofria críticas até mesmo em sua base de apoio no Congresso, o presidente foi mais cauteloso. "Se pudesse ser em 2018, seria ótimo, mas quem sabe se prepara para 2022", ponderou ele.

Temer admitiu que o Planalto quer levar adiante uma "reformulação político-eleitoral". Argumentou, no entanto, que tudo está sendo feito "de comum acordo" com o Congresso e o TSE (Tribunal Superior Eleitoral). No dia 6, por exemplo, Temer jantou com o presidente do TSE e ministro do Supremo Gilmar Mendes, no Palácio do Jaburu, para tratar do assunto.

"Como o presidente convive muito bem com o Congresso, acredito que haverá uma sinergia", afirmou Gilmar.

— Uma crise geralmente contamina a chefia de Estado e de governo. Talvez possamos separar as funções e ajustar o modelo da própria governabilidade.
Pelo cronograma traçado, outra proposta sobre mudança no sistema, avalizada pelo Planalto, será apresentada para debate ainda neste mês. É aí que, dependendo das conversas, se pretende encaixar a "cláusula de transição".

Apesar das articulações, políticos de vários partidos acham difícil emplacar o parlamentarismo agora. Para ser aprovada, uma PEC precisa de 308 votos na Câmara e 49 no Senado. São duas votações.



Fonte: R7, com informações da Agência Estado e Estadão Conteúdo