Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Número de idosos cresceu mais de 38% no RN em 10 anos, aponta IBGE.


A população do Rio Grande do Norte está envelhecendo. É o que aponta a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada nesta sexta-feira (4) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com o órgão, houve um aumento da população de idosos (com 60 anos ou mais) no estado de 38,57%, além da redução da taxa de fecundidade, reduzindo em 11,5% o número de crianças entre os 0 e 4 anos.

De acordo com o IBGE, em 2004 a população com 60 anos ou mais no RN era de 289 mil pessoas. Esse número saltou para 406 mil em 2014. Já a redução do número de crianças foi um pouco menor, caindo de 260 mil para 231 mil.  

Para o órgão, os dados mostram a necessidade de políticas públicas voltadas para os idosos, garantindo através de um conjunto de medidas o bem-estar deste segmento. "Precisamos, também, com a redução da população jovem e aumento da expectativa de vida dos aposentados, adequar a Previdência Social ao novo perfil demográfico", diz a pesquisa.       

Ainda segundo o IBGE, a queda da taxa de fecundidade e a consequente redução do número de crianças entre os 0 e 4 anos abre uma "janela de oportunidade", ou seja, amplia a possibilidade de melhorar a qualidade de vida e a oferta de ensino, bem como a geração de emprego para jovens no mercado de trabalho.

Taxa de mortalidade diminui no RN.       

 

O estudo aponta ainda que houve redução da taxa de mortalidade infantil no Rio Grande do Norte nos últimos 10 anos, com uma redução de pouco mais de 50%. 

Em 2004, o estado registrou 32,7 óbitos para cada mil nascidos vivos. Em 2014, essa proporção caiu para 16,1, sendo a terceira menor do Nordeste, atrás apenas de Pernambuco (14 óbitos para cada mil) e Ceará (15,8).    

Os dados refletem diretamente na chamada "esperança de vida ao nascer" do RN, que saltou dos 72 anos em 2004 para os 75,2 anos em 2014, agora a maior da região.

 

 

Fonte: Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário