Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

sábado, 26 de dezembro de 2015

Sem prometer resultados, diretor da McLaren diz que pior já passou e que carro de 2016 vai ser mais competitivo.



Diretor de corridas da McLaren, Éric Boullier está convencido de que o pior já passou neste início de reedição da parceria entre a equipe inglesa e a Honda. De acordo com o francês, os dados iniciais sugerem que o carro de 2016 terá um desempenho conjunto bastante superior ao de seu antecessor.A fabricante japonesa também trabalha intensamente para sanar os principais pontos fracos de sua unidade de energia e pretende dar um passo significativo à frente para a próxima temporada.

Éric Boullier é o diretor de corridas da McLaren na F1 (Foto: McLaren)

"Se você quiser bater a Mercedes, então precisa estar melhor que eles", disse o dirigente em entrevista ao site norte-americano 'Motorsport.com'. "Eles têm engenheiros brilhantes, mecânica de ponta, um grande carro, um motor incrível e dois ótimos pilotos. É difícil de vencê-los", reconheceu.

"Mas acho que temos o mesmo: temos os melhores mecânicos, engenheiros e pilotos, mas ainda não temos o melhor carro e nem o melhor motor. E sei que precisamos trabalhar com afinco nestes dois últimos itens", completou.

"Tivemos de mudar a nossa filosofia de trabalho para nos recolocar o nosso desempenho de volta aos trilhos. Mas também tivemos de mudar o nosso fornecedor de motor, porque você não pode bater o campeão do mundo sendo uma equipe cliente, é impossível. Então, era preciso encontrar um parceiro forte. E a Honda mostrou todo o seu compromisso com o esporte. Não se pode ignorar todas as instalações que eles possuem no Japão. E era exatamente isso que procurávamos."

"É verdade que a parceria veio um pouco mais cedo que o ideal, mas nós tivemos de arriscar. E, sim, foi doloroso, mas acredito que, a partir do próximo ano, já estaremos mais competitivos", acrescentou o diretor da McLaren.

Boullier também afirmou que um dos pontos chave para todo o otimismo da esquadra de Woking está no fato de que a Honda entendeu o que fez de errado e aceitou promover mudanças em seu projeto. Questionado em seguida se acredita na continuidade da parceria, o gaulês disse: "Eu acho que, devido à maturidade do relacionamento que temos agora com a Honda e à compreensão dos erros, creio que sim. Além disso, sabemos o que eles estão fazendo”.

"Nós também riscamos o conceito do carro do ano passado, e começamos agora tudo do zero. Eu sei que o carro de 2016 será bem melhor que o atual e que estamos no caminho certo. Tudo será melhor", garantiu Boullier, mas não tirou os pés do chão ao fazer projeções para a próxima temporada.

"Não estou falando em pódios ou resultados específicos. Só estou dizendo que seremos competitivos", encerrou.

 

 

Fonte: Uol



Nenhum comentário:

Postar um comentário