Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

terça-feira, 15 de março de 2016

Governo libera R$ 10,9 milhões para acelerar diagnóstico de microcefalia.



O Ministério da Saúde e o de Desenvolvimento Social e Combate à Fome anunciaram nesta terça-feira (15) que vão liberar R$ 10,9 milhões para acelerar o diagnóstico de microcefalia no país. Segundo o governo, o objetivo da medida é diagnosticar 4.976 crianças com suspeita da malformação e garantir que as famílias envolvidas recebam assistência necessária.
Serão repassados aos estados R$ 2,2 mil (em duas parcelas de R$ 1,1 mil) por caso suspeito notificado para busca das crianças, transporte, hospedagem e exames. De acordo com a portaria assinada nesta terça, as secretarias estaduais deverão buscar todos os casos em investigação ou confirmados e encaminhar aos serviços de reabilitação até dia 31 de maio.
Pelo acordo, os estados terão de mandar semanalmente planilhas para serem monitoradas pelo ministério. “Há previsão de acréscimo de recursos aos estados em que houver a notificação de casos em investigação”, informou a pasta. Os estados que não conseguirem realizar o diagnóstico e encaminhamento para os serviços de reabilitação dos casos notificados terão os valores pagos antecipadamente descontados.
A microcefalia é uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. A malformação é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 31,9 cm para meninos e 31,5 cm para meninas – o esperado é que bebês nascidos após nove meses de gestação tenham pelo menos 34 cm.


Acompanhamento de crianças  

Em janeiro, o Ministério da Saúde informou que passaria a capacitar pais de crianças com suspeita de microcefalia e 7.525 profissionais para aprender a lidar com a malformação.   Segundo a pasta, crianças que podem ter microcefalia também passaram a receber estímulos sensoriais até os 3 anos de idade, sendo atendidas em 1.543 centros de serviço de reabilitação.



Fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário