Loja Fina Flor

Loja Fina Flor

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Tem diabetes e adora chocolate? Saiba a quantidade que pode ser consumida por dia.



Por Caíque Alencar, do R7



Foto: Reprodução/Internet
A Páscoa bate na porta e o mundo de chocolates deixa todos nós de água na boca. Para quem tem algum tipo de restrição alimentar, como os diabéticos, surgem dúvidas como: posso comer chocolate? Se sim, quanto de chocolate eu posso comer? Segundo a nutricionista Tarcila Ferraz de Campos, do Departamento de Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes, “a restrição de chocolates para as pessoas com diabetes é um exagero”. Para quem quiser comer, o adequado é que as porções não ultrapassem 25g no período de 24 horas.
De acordo com a especialista, o chocolate é um alimento rico em açúcar e gordura que, se consumido em excesso como qualquer outro tipo de produto, pode levar ao ganho de peso em qualquer pessoa. A diferença para os diabéticos é que, além do ganho de peso, os diabéticos precisam controlar o índice glicêmico, que mede a quantidade de moléculas de glicose na corrente sanguínea.

— Se houver uma adequação do consumo do chocolate de acordo com a quantidade de carboidratos que a pessoa pode consumir no dia, não existe o porquê da proibição.

Mesmo no caso de versões diet, que não possuem açúcar, Tarcila explica que a quantidade de carboidratos muitas vezes continua sendo semelhante a de um chocolate tradicional. Ou seja, não é somente o açúcar que influencia no controle da glicemia.
Todos os tipos de carboidratos podem influenciar nesse controle, assim como as gorduras.
Por isso, a nutricionista orienta qualquer consumidor a sempre ler os rótulos com atenção e analisar na porção indicada qual opção possui menor quantidade de carboidratos e gorduras, o que com certeza será a melhor opção.

— A alimentação da pessoa com diabetes segue os mesmos conceitos de uma alimentação saudável que todas as pessoas devem seguir: uma alimentação fracionada contendo carboidratos, proteínas, gorduras de boa qualidade, vitaminas e minerais. O que vale é controlar a frequência do uso do chocolate, já que trata-se de um alimento que não é rico em nutrientes de boa qualidade. Nós devemos conhecer a quantidade ideal desses nutrientes para cada um de nós.



Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário